Beldroegão (Talinum Paniculatum)
Flores Legumes e Verduras

Beldroegão (Talinum Paniculatum)

 

O beldroegão, talinum paniculatum, é conhecido por vários nomes dependendo da região, entre eles major gomes, maria gorda, maria gomes, etc. Descobri essa bela criatura e ainda soube que era PANC por acaso. Vi uma foto linda dela no Instagram e a legenda dizia que era PANC. Fiquei super interessada e fui pesquisar. Adorei tudo que descobri e no primeiro fim de semana disponível fui para o parque caçar mudas.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum

Depois de poucos meses cultivando essa planta posso dizer que fiquei muito impressionada com ela. É uma espécie de fácil cultivo e muito resistente, inclusive a mudanças de clima, ambiente e replantes. Como se não bastasse ser simples cultivá-la, ainda tem um crescimento rápido a partir de sementes e é extremamente adaptável tanto ao sol quanto a meia sombra.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum

Além de oferecer um cultivo muito gratificante, o beldroegão ainda é uma PANC cheia de nutrientes e bastante saborosa.

Na loja Sementes do Jardim é possível comprar sementes de beldroegão, talinum paniculatum e começar o cultivo.

Plantio 

Inicialmente adquiri uma muda de beldroegão quando saí para caçar essa e outras PANC’s no parque perto da minha casa. Quando localizei a muda, cortei com uma faca o solo ao redor para tirar com a batata quase inteira.

Quando cheguei em casa com a muda, lavei bem a raiz para tirar toda a terra, isso é importante para evitar que venham pragas e doenças de solo que podem contaminar outras plantas. Deixei a muda em um copo com água de um dia para o outro apenas. No dia seguinte plantei no vaso definitivo e cobri o substrato com cobertura morta. A muda não murchou, manteve-se linda e florida. 

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum
Muda coletada logo depois que foi plantada no substrato

Após alguns dias observando que ela estava de fato bem, podei todas as folhas e deixei apenas hastes florais e ramos. Esse processo é importante, porque plantas coletadas na rua podem estar, e provavelmente estão, contaminadas com dejetos animais ou humanos, poeira, poluição, etc.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum
Muda podada

Por volta de 20 dias depois da poda a planta já estava coberta de brotações novas.

Para esse plantio inicial da muda usei uma mistura de duas partes de substrato pronto de boa qualidade, duas partes de húmus de minhoca e uma parte de esterco bovino.

O vaso no qual plantei a muda era bem grande, mas beldroegões não precisam de tanto espaço assim para terem um bom desenvolvimento. Vasos que tenham pelo menos 15 cm de altura já são suficientes.

Sol

Cultivei o beldroegão em duas condições, tanto sol pleno quanto meia sombra e nas duas ele teve bom crescimento e floração.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum
Adoro as florzinhas do beldroegão

Assim que trouxe a muda para casa, eu a plantei em um vaso grande no qual pegava sol pleno durante boa parte do dia. Ela cresceu muito bem e rápido nessa condição.

Eu também plantei algumas sementes e as mudas germinadas foram replantadas em um cesto suspenso que fica em local de meia sombra. Achei que talvez as mudas fossem demorar para se desenvolver ali, mas eu me surpreendi. O crescimento foi rápido e a floração ocorreu menos de 3 meses após a germinação.

Mesmo sendo cultivada a meia sombra não observei a muda apresentar aspecto estiolado. Então concluo que seja a pleno sol, a meia sombra ou no sol da manhã o beldroegão vai bem e se adapta a diversas condições de cultivo.

Regas

Essa espécie suporta bem períodos de seca, mas prefiro manter o substrato secando apenas levemente entre as regas.

Já testei também manter o substrato levemente úmido entre regas e ela aceitou bem.

Não recomendo, porém, qualquer excesso de rega, porque pode apodrecer a raiz, que forma uma batata. O beldroegão é mais tolerante à falta de umidade do que ao excesso.

Adubos

Essa não é uma planta exigente com adubos, mas é claro que um substrato mais fértil irá ajudar a planta a se desenvolver melhor e florescer mais.

Costumo usar para o beldroegão os mesmos adubos que uso para as demais plantas, especialmente húmus de minhoca e esterco bovino. Uso esses dois adubos no plantio das mudas, como já mencionei anteriormente, e também utilizo quando o substrato precisa ser completado. Faço uma mistura apenas com duas partes de húmus de minhoca e uma parte de esterco bovino e acrescento ao substrato, misturando bem.

Também borrifo as folhas com leite diluído e cupro dimy uma vez por semana, usando-os como fertilizantes foliares e fungicidas. Uso cada um em dias diferentes, não aplico os dois juntos.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum
A beleza e delicadeza da flor do beldroegão

Outro adubo que faz diferença é o adubo líquido que produzo em casa e utilizo nas regas uma vez por semana ou a cada 15 dias.

Apesar dessa rotina que mantenho para adubar minhas mudas devo dizer que a maioria do que uso não é estritamente necessária, tendo em vista que qualquer muda de beldroegão por aí está quase sempre linda, maravilhosa e florida. Eles realmente não são exigentes. De todos os adubos que mencionei considero importantes os usados no plantio e para completar o substrato, basicamente húmus de minhoca e esterco bovino. Os demais eu uso mais pelo fato de usar para todas as minhas outras plantas, que são mais exigentes, e eles acabam recebendo também.

Reprodução

Ainda não testei a reprodução do beldroegão por estaquia, mas já li sobre o assunto e vi fotos relatando que se forem retiradas mudas da planta mãe com pedaços da raiz o enraizamento ocorre facilmente e é muito rápido.

Particularmente eu gosto de plantar sementes. Isso fica bem evidente para quem costuma acompanhar o blog. Então plantei as primeiras sementes de beldroegão que colhi e foi incrível o quanto germinaram, cresceram e floresceram rápido.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum
Cápsulas de sementes do beldroegão

As sementes se formam com muita facilidade e sem necessidade de polinizar manualmente as flores. Interessante observar que elas abrem somente na parte da tarde.

Para identificar se as sementes já estão no ponto de colheita e para colher antes que a cápsula abra sozinha, basta retirar quando ela estiver totalmente seca. Se há dúvida deve-se pressionar muito suavemente a cápsula, se ela não abrir é porque ainda está verde. Recomendo que se faça isso com a outra mão por baixo ou algum recipiente para caso ela abra as sementes sejam recolhidas.

Como as sementes de beldroegão são pequenas, optei por plantar direto no substrato e não germinar no paninho multiuso, que é o método que mais uso.

Em condições ideais de cultivo as sementes levam de 5 até 15 dias para germinar. Eu plantei em 21/02 e a germinação ocorreu no dia 05/03. A partir daí o crescimento foi bastante rápido e em menos de 3 meses as mudas começaram a florescer. Fiquei muito impressionada com o desenvolvimento do beldroegão, ainda mais por estar em local de meia sombra.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum
Mudinha recém germinada

As sementes têm uma ótima capacidade de germinação e o desenvolvimento é super rápido. Portanto recomendo esse método de propagação.

Pragas

O talinum paniculatum tem se mostrado bastante resistente à pragas e doenças.

A única praga que observei foram pulgões. Interessante que eles surgem somente nos brotos jovens e nas hastes florais. Não ficam nas folhas mais velhas. Como surgiram em pequena quantidade eu apenas retirava o excesso com as mãos e usava o óleo de neem eventualmente.

Não observei mais nenhuma praga ou doença além dos pulgões nas minhas mudas de beldroegão, porém recomendo a leitura do post Guia de Defensivos Naturais para auxiliar no combate a outras pragas que podem ser observadas.

Talinum Paniculatum é PANC

Segundo o livro PANC’s, Plantas Alimentícias Não Convencionais, de Kinupp e Lorenzi, os nutrientes do beldroegão são incríveis, incluindo alto teor de proteínas, que chega a 21,85 % em base seca. Para os entusiastas da ora pro nobis, que é uma planta de crescimento mais vigoroso e maior porte, o talinum paniculatum é uma excelente opção se há pouco espaço e o cultivo será em vasos.

Além da proteína, excelente notícia para mim e outros vegetarianos, e mesmo para os que não são, o beldroegão também possui boas quantidades de ferro, magnésio, cálcio, zinco e potássio.

Beldroegão - Maria Gorda - Talinum Paniculatum

Para hortas de apartamento ele é perfeito por poder ser cultivado em vasos com grande facilidade, desenvolvendo-se muito bem. Além disso é uma planta muito bonita e que deixa os vasos lindos e cheios de vida.

O sabor das folhas é suave, o que, na minha opinião, as deixa bem saborosas. Não tem exatamente um gosto marcante, mas não tem o amargo ou o azedinho que diversas outras hortaliças ostentam. Gosto bastante do beldroegão justamente por preferir esse sabor nem tão azedo ou amargo.

Gosto muito de comer as folhas refogadas com ovos. Refogo primeiro as folhas somente com sal e azeite, faço uma caminha no fundo da frigideira e depois quebro um ovo no meio.

Claro que existem muitas formas de usar as folhas do talinum paniculatum, mas como-as sempre refogadas ou cozidas.

Além das folhas, as raízes, flores e até as sementes são comestíveis, mas ainda não as provei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *