10% Inspiração, 90% Transpiração

10% Inspiração, 90% Transpiração

Eu ia escrever sobre o blog, mas ao invés de simplesmente falar sobre a minha óbvia paixão pela jardinagem decidi mostrar como o blog funciona na prática e tudo que ocorre nos “bastidores”. Espero que essa página mate a curiosidade de alguns e inspire outros.

O blog foi criado inicialmente no WordPress.com, que é uma plataforma gratuita e com muitas funcionalidades, mas com algumas restrições, como por exemplo não poder usar plugins além dos que já estão incluídos na versão. Mesmo com restrições o WordPress.com foi perfeito para mim naquele momento e por alguns anos me atendeu em tudo que eu precisava e sem custo algum.

Depois de algum tempo senti que eu precisava de mais do que o WordPress.com podia oferecer e migrei o blog para o WordPress.org. No começo apanhei um pouco para conseguir deixar tudo do jeito que eu queria e para achar os plugins certos, mas o resultado me deixou muito feliz.

A grande desvantagem do WordPress.org é que é necessário registrar um domínio (isso é pago) e contratar um provedor (tem gratuitos, mas a maioria deles são pagos), mas por outro lado o céu é o limite, dependendo da hospedagem.

O WordPress.org, assim como o WordPress.com, fornece estatísticas do blog, mas eu ainda uso o Google Analytics e as ferramentas para webmasters para controlar outras estatísticas e verificar possíveis problemas com links que não funcionam, sitemaps, etc. Além desses ainda tem o AdSense que controla os cliques nos anúncios e os ganhos do blog. Alguns eu visito diariamente, outros não, mas preciso de todos.

Além dessas ferramentas externas, dentro do próprio WordPress utilizo 12 plugins, cada um com um objetivo e não vivo sem nenhum deles. No final da página coloco uma lista com todos e a função de cada um.

Apesar de parecer bastante coisa, parece pra mim quando lembro que tem tudo isso, essa parte prática do blog, a plataforma, as ferramentas, os plugins, provedor, etc, é a menos trabalhosa, porque é configurada uma vez e depois é só acompanhar (ou pagar). O que toma mais tempo é fazer os posts desde o momento que eu decido que aquilo vai virar um post até a publicação. Isso sim dá trabalho, mas eu adoro, só não tenho tempo para me dedicar tanto quanto gostaria.

Sempre que eu penso em um futuro post eu anoto numa lista que mantenho no app Wunderlist, que eu indico para a vida, não só para blogs. Nessa lista eu tenho tudo que pretendo um dia publicar e coloco etiqueta de prioridade nos que serão os próximos a serem trabalhados.

10_90_01

10_90_02

Às vezes, quando eu penso em um post, já começo a escrever e eu tenho um caderno só para isso. Podem me julgar, mas eu adoro escrever ao invés de digitar. Sinto que minhas idéias fluem muito melhor do que quando digito no WordPress direto. Então todos os posts são primeiro escritos no caderno e depois passados a limpo para o blog.

10_90_00

O problema é que têm muitos posts que não podem ser simplesmente escritos e levam meses para ficarem prontos, como os que mostram o desenvolvimento da planta desde a semente. Nesses casos uso o Evernote para acompanhar a germinação das muitas sementes que sempre tenho germinando e para lembrar as datas depois. Esse é outro aplicativo que também recomendo para a vida.

10_90_04

10_90_03

Depois que eu tenho todas as informações seleciono e edito as fotos. A edição pode ser apenas colocar a marca d`agua e reduzir o tamanho ou fazer também algumas correções como luz, contraste, etc e para isso uso o Iphoto com o plugin BorderFX. Dependendo da imagem ou do que eu queira fazer preciso usar o GIMP, um editor de imagem com várias funcionalidades. Foi nele que fiz o cabeçalho do blog e o logo por exemplo.

Com as fotos editadas e o post escrito eu reviso algumas vezes para acertar todos os detalhes até achar que ficou bom. Então o post é publicado e uso um plugin para fazer e enviar a newsletter para todos os assinantes, depois fico acompanhando as estatísticas.

Como eu publico um post por semana eu vivo escrevendo, editando e fotografando sempre que dá tempo e mesmo assim já tiveram semanas que não publiquei porque não consegui terminar.

Apesar de tudo e por mais que seja mesmo 10% inspiração e 90% transpiração eu adoro o meu blog então todo esse trabalho acaba sendo um prazer.

Plugins do Blog

– Jetpack: conecta com o wordpress.com e tem muitos recursos, é indispensável

– Polldaddy: é o que permite colocar avaliação nos posts, comentários e páginas e o que uso para enquetes

– MailPoet: assinatura do blog e newsletter

– Social Metrics: acompanha o desempenho do blog nas redes socais

– Akismet: funciona como antispam e é indispensável

– Fórmulário de Contato 7: é o próprio formulário que está na página de contato do blog. O Jetpack tem essa opção, mas prefiro usar esse plugin separado só para isso porque pelos testes que fiz funciona melhor

– Google XML Sitemaps: ajuda a criar o sitemap que vai ser usado nas ferramentas para webmasters do google

– Quick Adsense: permite incluir os códigos do adsense dentro dos posts

– Related Posts by Zemanta: no fim de cada post mostra outros posts relacionados ao mesmo assunto. O Jetpack também tem essa função, mas gosto mais do visual que esse plugin proporciona

– WP-Mail-SMTP: redireciona para o meu e-mail pessoal as mensagens enviadas para o contato do blog

– Instagram Shortcode: mostra uma caixa do instagram com as últimas fotos adicionadas e opção para seguir

4 respostas para “10% Inspiração, 90% Transpiração”

    1. Fabi obrigada pelo aviso. Pior que isso aconteceu por uma besteira que eu fiz de mudar o link do post depois de enviar a newsletter. ; (
      Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *