Bombas de Sementes de Argila
Da Semente à Flor

Bombas de Sementes de Argila

Esse é o segundo post sobre as bombas de sementes e vou mostrar dois métodos diferentes que usei para testar as bombas de sementes feitas de argila.

Material

– Argila;

– Substrato;

– Sementes.

Como Fazer 

O primeiro método que testei foi usar a argila pura, recheada com substrato e sementes.

bom_arg_01
Tijolo de argila que comprei no mercadão da Lapa

Separei um pedaço da argila e fiz uma caminha. Acho que usei argila demais e deixei uma camada muito grossa, mas também acho que se tivesse feito mais fina não faria diferença no resultado final. Com a caminha pronta, coloquei o substrato e as sementes.

bom_arg_03

bom_arg_05

Depois enrolei em formato de bolinha, deixei secar de um dia para o outro e estava pronta minha bomba de sementes.

bom_arg_06

O segundo método que testei foi misturar a argila com o substrato e as sementes. Nesse caso usei uma parte de argila para uma parte de substrato.

bom_arg_09

Depois de misturar bem, obtive uma mistura de boa textura, que eu podia enrolar em formato de bolinha, mas que ao mesmo tempo não parecia rígida demais como a do primeiro método.

bom_arg_10

Feita a mistura, acrescentei as sementes, enrolei e deixei secar de um dia para o outro.

bom_arg_11

Resultado

Método 1

É incrível a quantidade de indicações que se encontra na internet para fazer bombas de sementes dessa forma, mas depois desse teste posso dizer que minha conclusão é que a probabilidade disso dar certo é mínima, se não for nula. Não vejo como uma semente pode germinar em um ambiente tão seco já que a água não penetra na argila. Mesmo que a semente conseguisse germinar não teria força para romper a bomba que é muito rígida.

bom_arg_16
Uma das bombas feitas usando o primeiro método. Quase um mês depois continua exatamente da mesma forma.

Um dos vídeos que usei como referência para fazer essas bombas foi do Mr. Brown Thumb, que tem um blog maravilhoso sobre jardinagem.

Método 2

Mesmo fazendo uma mistura com bastante húmus não foi suficiente para que a experiência desse certo, mas as sementes chegaram a germinar, como se pode ver na foto abaixo. Todas as bombas tinhas raízes saindo delas, mas depois de alguns dias as raízes morriam.

bom_arg_14

Na foto abaixo é possível ver a rachadura em uma das bombas. As outras também tinham essas rachaduras e achei até que as mudas fossem surgir, mas isso não aconteceu. As plantas não tiveram força para romper totalmente a bomba e sufocaram.

bom_arg_15

bom_arg_13
Rúcula germinada ao lado da bomba. Certamente uma das sementes que estava na camada mais superficial se desprendeu e germinou no substrato. Isso mostra que a taxa de germinação das sementes estava boa.

Eu fiz as bombas usando uma parte de substrato para uma de argila, mas todos os locais que pesquisei indicavam 5 partes de argila para 1 de substrato. Talvez isso até funcione se for usada a argila em pó, mas com a argila que usei certamente as bombas ficariam muito rígidas. Mesmo alterando a receita e diminuindo bem a quantidade de argila não deu certo.

Um dos melhores vídeos que achei demonstrando esse método está em português e nele recomenda-se as 5 partes de argila para 1 de substrato. Vendo o vídeo pela segunda ou terceira vez, logo antes de publicar esse post, percebi que o aspecto das bombas é muito parecido com o das primeiras que fiz. Após essa experiência, mesmo sabendo que nesse caso foi usada a argila em pó, acho difícil dar certo.

*****

Pesquisando, depois do fracasso do primeiro método, eu achei um post em um blog que criticava as bombas de sementes de argila, mas foi o único. Todos os outros indicavam como algo muito simples e eficiente e por serem a grande maioria, acreditei e foi o que me levou a fazer os posts sobre as bombas de sementes.

Nem sempre minhas experiências são bem sucedidas, mas normalmente vou tentando e adaptando até dar certo. Quando descubro os detalhes que fizeram dar certo e os erro que cometi, faço o post para passar todo o meu aprendizado, mas nesse caso, apesar de ter mudado de método e feito outros testes, todos fracassaram.

Com o segundo método que testei as chances de germinação eram bem maiores, mas mesmo assim não obtive sucesso. Pode até ser que, usando esse segundo método, se eu tivesse regado mais (duas vezes por dia ao invés de uma só) as sementes teriam germinado, mas aí as bombas deixariam de ser algo interessante, prático e divertido e passariam a ser algo que daria mais trabalho do que se as sementes fossem simplesmente plantadas no substrato.

Talvez se eu tivesse usado a argila em pó o resultado seria diferente, mas eu decidi que não ia comprar mais argila para testar. Ainda vejo possibilidades, mas não vejo propósito em continuar testando receitas de bombas feitas com argila. Já testei um método que funcionou bem e se eu tiver que fazer bombas de semente no futuro já sei qual a receita que vou usar, com direito as cores e os detalhes fofos que ela merece.

Depois de refletir e expor essas observações a questão é: As pessoas que fazem bombas de sementes de argila realmente conferem o resultado? Conferem se houve germinação? Eu não sei, mas posso dizer que não achei nenhum blog que ensinava a fazer bombas de sementes de argila mostrando as mudas germinadas.

O que sugiro para quem for tentar fazer essa experiência é usar a terra argilosa, que é a que tem mais de 30% de argila na composição, ao invés de argila pura. O projeto inicial de reflorestamento feito com as bombas usou terra argilosa e não argila, então talvez esse tenha sido meu erro e de vários outros que tentaram reproduzir a idéia.

De qualquer forma, apesar do fracasso das minhas experiências, se você for arremessar bombas de sementes por aí que sejam com sementes de árvores e outras plantas nativas.

15 respostas para “Bombas de Sementes de Argila”

  1. Faço esta técnica em todas as reproduções do meu jardim.mas o segredo é simples

    Na hora de fechar a argila com a terra dentro
    É preciso colocar um dedo no meio é fechar a bomba afim de deixar um furo expondo a terra e aí sim fincar estacas,folhas de violetas,Sementes e etc…

  2. testei com várias formulas; mas na minha região, nordeste, onde chove 400mm, muito seco, a melhor mistura é uma parte de argila para 6 de humos de minhoca ou composto bem compostado, peneirado, se não a bolinha despedaça; importante que o composto não tenha resto de material organico seco, como casca de arroz, esterco de gado; no clima seco uma cobertura de palha de capim é excelente para germinação, pois mantem mais umidade; ou pode-se usar um material absorvente de umidade

  3. Excelente informação essa.
    Sei que já faz algum tempo, mas vai que ainda leia esse blog ne!? rs
    Chegou a fazer algum outro teste desde então?
    Li em alguns lugares que a terra deve ser bem úmida para fazer a bomba, será que foi este o problema?

  4. Parabéns pelo post Bruna! Olhei nos comentários falando sobre a terra argilosa, acho que você deveria fazer outro post explicando sobre a diferença da argila em pó que usou e a terra argilosa…

    1. Luciana depois de ler seu comentário fiz uma atualização no post colocando essa informação sobre a terra argilosa e também o link para o post sobre reflorestamento urbano que publiquei recentemente. ; ) Vou ver se faço uma nova experiência com terra argilosa para ver os resultados.
      Abraços Floridos

  5. Com tanta informação na internet pra que ficar perdendo tempo com isso? Fazer experiências? Elas já foram feitas e comprovadas!!! Quem tem dúvidas é só ignorar esse blog e passar pra próxima opcao da busca. Por favor!!!

  6. Bruna: parabens pela paciência e dedicação. Eu ja fiz e lancei bombas de sementes sem nem me preocupar se dsriam certo ou não. Provavelmente devem ter dado errado. A respeito ainda das bombas com terra, depois que ví teu post, resolvi voltar ao Fukuoka. Ele foi o japones que ganhou o equivalente ao premio nobel de ecologia. Ele foi o primeiro a falar das bombas de semente e sua receita fala em terra argilosa, terra vegetal e sementes, que sao misturadas no seco e depois adicionado agua para moldar. Trabalhou com reflorestamento na europa e africa a partir das bombas de sementes. Nas fotos que ví das bombas de semente dele, não tem nada de caminha, é tudo uma grande mistura ate meio pegajosa, pois as mãos, depois de misturar ficam um pouco encrespadas da mistura. Será que ajudei em algo? Espero que sim. Abraço

    1. Olá Fernando! Eu li sobre o Fukuoka quando pesquisei sobre as bombas. Li bastante sobre ele, mas não me atentei a esse detalhe importantíssimo que você lembrou: ele menciona terra argilosa e não argila. A terra argilosa é a que tem mais de 30% de argila na composição, o que é bem diferente de usar argila pura como fiz e como vejo ser recomendado nos posts e vídeos sobre as bombas de sementes. O problema é que todos estão sendo induzidos a erro, orientados a usar argila quando na verdade é terra argilosa que deve ser usada. Considerando o trabalho maravilhoso que ele realizou utilizando o material apropriado sem dúvidas daria certo. Muito obrigada pela ótima contribuição Fernando ; )
      Abraços Floridos

  7. Obrigada, Bruna. Como sempre, este post está excelente. Já me preparava para fazer umas bombinhas de sementes com argila, mas, depois desta lição (e também por outros motivos), vou antes utilizar a argila para outra coisa. Mais uma vez, muito obrigada por partilhar as suas sabedoria e experiência.

    Manuela

    1. Olá Manuela! Foi uma decepção mesmo, mas o comentário do Fernando me deu uma luz. Talvez usando terra argilosa, que é o que foi originalmente usado para fazer as bombas, dê certo.
      Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *