Como Produzir Microverdes (Microgreens)
Ervas e Temperos Legumes e Verduras Pouco Espaço Boas Soluções Vida mais Natural

Como Produzir Microverdes (Microgreens)

 

É provável que você já tenha ouvido falar sobre microverdes (microgreens), aquelas mudinhas pequenas e super fofas, muitas vezes coloridas. Talvez você não tenha dado muita atenção, mas nesse post vou mostrar como cultivar e duvido que você termine de ler sem querer plantar pelo menos uma bandeja ou um potinho de margarina que seja pra experimentar.

Os microverdes são apenas as mudas de verduras, legumes, flores e ervas, que já consumimos normalmente, em estágio inicial de desenvolvimento. Não chegam a ser brotos, porque já passaram dessa fase, apresentando cotilédones (aquelas duas coisinhas, normalmente verdes, que se abrem assim que a planta germina) bem desenvolvidos.

Microverdes - Microgreens

Plantar microverdes é uma experiência incrível, gratificante e tem muitas vantagens!

É comum as pessoas quererem ter suas próprias hortas, ou pelo menos o prazer de cultivar algo que possam consumir, mesmo que em pequena quantidade. No entanto em alguns casos, e por inúmeros motivos, as pessoas simplesmente não tem essa possibilidade. Em outros casos acabam tendo experiências frustradas e fazem várias tentativas, que parecem nunca dar certo.

Microverdes - Microgreens
Microverdes de ervilha

Os microverdes são a solução para muitas das dificuldades que se pode ter no cultivo da própria horta. Eles precisam de pouquíssimo espaço, crescem rápido e podem (e devem) ser plantados dentro de casa.

Se você tem uma janela que pegue um pouco de sol já pode cultivar microverdes e ter uma hortinha linda e colorida.

Material Necessário

  • Sementes;
  • Substrato (de preferência específico para mudas);
  • Borrifador;
  • Bandeja com tampa ou pote raso;
  • Pá de jardinagem;
  • Tesoura;
  • Peneira (opcional).

Quais Sementes Usar

Há uma infinidade de sementes que podem ser usadas. Porém não saia usando qualquer semente que tem em casa. Jamais plante qualquer coisa e coma, porque pode ser tóxico.

Algumas sementes não podem ser usadas, como as de berinjela, tomate, jiló, entre outras, que tem apenas frutos comestíveis e folhas tóxicas.

Microverdes - Microgreens
Sementes da linha microverdes da Isla

Antes que alguém diga que as folhas do tomate são sim comestíveis, recomendo a leitura do excelente post do blog Matos de Comer sobre o assunto. Considerando que há controvérsia, o que eu recomendo é: não coma, pelo menos não crua e em forma de microverde.

Em qualquer caso, se houver dúvidas, pesquise sobre as sementes que quer plantar e verifique se há alguma particularidade.

Entre as sementes que podem ser utilizadas estão:

  • brócolis;
  • mostarda;
  • chia;
  • girassol;
  • manjericão;
  • rabanete;
  • beterraba;
  • alface;
  • rúcula;
  • almeirão;
  • repolho;
  • couve manteiga;
  • agrião;
  • ervilha;
  • cenoura.

As variedades citadas acima são apenas exemplos de sementes que podemos utilizar na produção de microverdes. Caso tenha alguma que você queira experimentar e não esteja nessa lista pesquise antes se ela pode ou não ser utilizada como microverde.

O que eu sugiro para começar é que você escolha alguma dessa lista acima e seja feliz. Recomendo especialmente as de rabanete, que tem um crescimento ridículo de rápido. As de couve e repolho também são excelentes opções para um primeiro plantio.

Microverdes - Microgreens
Sementes de rabanete

Caso vá usar sementes de saquinho que já tem em casa, ou mesmo que as compre, observe a validade. Sementes fora da validade não irão germinar. Elas vão apodrecer, ficar com cheiro ruim e você pode acabar perdendo todo o substrato usado ou parte dele.

Outra questão importante é usar sementes sem agrotóxicos. Observe as embalagens e verifique essa informação.

Se você não tem sementes de saquinho em casa ou se é difícil comprar por causa da pandemia, recomendo começar com sementes de chia.

É possível encontrar chia com facilidade em mercados e lojas de produtos naturais.

Recipiente

Não precisa comprar mini estufa específica para cultivar seus microverdes. Caso você prefira comprar uma estufa tudo bem (#profissa), mas qualquer bandeja de padaria, embalagem de marmita ou potinho de plástico serve.

Sabe aquelas bandejas redondas ou retangulares de bolo ou de pão recheado, que já vem com tampa ou aquelas marmitas de plástico que entregam pra gente via delivery que também já tem tampa plástica? Então… use uma dessas ou várias delas.

Microverdes - Microgreens

Também dá pra usar qualquer vasinho, nesse caso sugiro como ideais os mais largos e baixos, tipo de bonsai.

De todas as opções que citei eu recomendo como melhor delas ir à padaria ou mercado mais próximo (dentro da sua rotina, nada de sair sem necessidade, estamos no meio de uma pandemia, não vamos esquecer) e escolher uma embalagem com tampa que tenha dentro um bolo, uma torta, um pão recheado, o que o seu coração preferir. Coma com prazer, depois lave bem a embalagem e use para o plantio.

Substrato

Deve ser leve, bem aerado e com boa retenção de água.

Se você encontrar substratos para plantio de mudas, ótimo, esses são os ideais. Costumam ter uma boa composição para evitar que fique compactado e permite um bom crescimento das raízes delicadas das sementes recém germinadas.

Caso você não encontre um substrato específico para mudas, pode usar um substrato de boa qualidade e adicionar vermiculita. Recomendo, e uso, a proporção de 1 parte de vermiculita para 5 partes de substrato.

Microverdes - Microgreens
Substrato para mudas

A vermiculita é uma adição excelente no plantio de microverdes e de sementes e mudas jovens em geral. Ela ajuda a manter a umidade do substrato e o deixa super leve e bem aerado.

Plantio

Para iniciar o plantio basta preencher a base do recipiente que será usado com 1,5 a 2 cm de substrato (sim, apenas isso). Eu prefiro números, mas para quem não quer ficar medindo, dá por volta de 1 dedo de altura.

Microverdes - Microgreens

É importante observar que o substrato usado para o plantio de microverdes deve ser leve, bem aerado e com boa retenção de água, como já foi dito.

Microverdes - Microgreens

Espalhe bem o substrato no recipiente fazendo uma caminha uniforme e nivelada.

Por cima do substrato coloque as sementes, espalhando da forma mais uniforme possível. Dependendo do caso, se forem sementes maiores como as de ervilhas, até é possível colocá-las de forma mais organizada. No entanto, muitas sementes são pequenas, algumas minúsculas, como as do do agrião, então o jeito é salpicar, tentando espalhá-las por toda a superfície do substrato.

Não coloque sementes demais, deixando uma por cima da outra. As debaixo não vão germinar e isso vai gerar apenas prejuízos. Além de perder a semente, provavelmente ela vai gerar mofo, que pode contaminar todo o substrato.

As sementes podem ficar muito próximas, o que não pode acontecer é ficarem sobrepostas. Menos é mais! Prefira colocar menos sementes a exagerar e perder tudo.

Não plante sementes de variedades diferentes no mesmo recipiente! Cada variedade tem seu tempo de germinação e ritmo de crescimento. Plantar diferentes variedades juntas pode fazer com que uma prejudique a outra. Controle-se (é difícil, eu te entendo) e plante separado.

Após espalhar as sementes no substrato, não as cubra ou cubra com uma camada muito fina substrato. Eu, particularmente, sempre as deixo sem a camada de substrato por cima.

Depois de plantadas as sementes, recomendo apertá-las levemente com uma pá de plantio, colher ou com a palma da mão para afundá-las, assentando-as no substrato.

Microverdes - Microgreens

Não é necessário apertar semente por semente. Basta usar o método que preferir e passar por toda a extensão do recipiente dando uma leve apertada, como se estivesse assentando o substrato. Faça isso antes da primeira rega!

Regue com um borrifador até ter o substrato todo úmido, sem estar encharcado. Jamais encharque o substrato!

Microverdes - Microgreens

Com todo o plantio realizado, coloque a tampa do recipiente, sem travar completamente, se for do tipo que trava, apenas apoie.

Microverdes - Microgreens
Tampa improvisada para um cachepô lindo que usei para plantar microverdes

Deixe o recipiente tampado em local de meia sombra, sem nenhum sol direto. Elas precisam apenas de ambiente bem iluminado nos primeiros dias.

Microverdes - Microgreens
Recipiente com microverdes no escritório, perto da janela

Todos os dias verifique as sementes pelo menos duas vezes, manhã e noite. Ao verificar retire a tampa para observar o crescimento e a umidade, isso também ajudará a ventilar as sementes e o substrato. Se for necessário borrifar mais água prefira fazer isso sempre pela manhã. Regas à noite favorecem o aparecimento de fungos.

Microverdes - Microgreens
O cantinho da minha mini horta de microverdes

Mantenha essa rotina até as sementes estarem germinadas em sua grande maioria e já erguidas do substrato. Nesse momento retire a tampa definitivamente e passe o recipiente para um local com sol da manhã ou da tarde, filtrado por uma janela.

Microverdes - Microgreens
Sementes de rabanete no início da germinação 1 dia depois do plantio

Mantenha os recipientes nessa condição até que os microverdes estejam prontas para consumo e mesmo após, caso faça colheitas parciais.

Colheita

A colheita pode ser feita quando as mudas estiverem bem desenvolvidas, mas ainda sem o primeiro par de folhas verdadeiras. Bastando apenas que elas estejam eretas e com cotilédones bem formados.

Microverdes - Microgreens
Microverdes de couve ainda em processo de crescimento

Os microverdes não vão durar muito depois de colhidos. Portanto, se for o caso, faça colheitas parciais, retirando somente o que vai utilizar imediatamente.

Não deixe as mudinhas muito tempo no recipiente depois de atingirem o tamanho ideal. Elas não tem substrato, nem nutrientes suficientes para sobreviverem nesse meio por um período prolongado. Então procure plantar de acordo com o seu consumo a curto prazo.

Microverdes - Microgreens
Os lindos microverdes de repolho roxo quase prontos para colheita

Inicialmente pode ser que você plante menos, plante mais, mas aos poucos você vai observar seu ritmo de consumo e o ritmo de crescimento das sementes que são mais saborosas para você e tudo vai se encaixar.

Para colher basta cortar os microverdes com uma tesoura, que seja usada apenas para alimentos, próximo à base. Não corte rente demais, mas não corte muito acima para não desperdiçar. Recomendo cortar por volta de 1 cm acima do substrato.

Microverdes - Microgreens

Eu costumo colher os microverdes e colocar direto numa peneira grande. Levo a colheita do escritório, onde cultivo, para a cozinha e coloco a peneira dentro de outro recipiente maior. Rego os microverdes com um pouco de vinagre, acrescento água até cobrir e deixo uns 10 minutos de molho. Depois enxaguo e eles vão direto para o prato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *