Polinização de Flores de Pimenta
Da Semente à Flor

Polinização de Flores de Pimenta

O grande objetivo desse post é falar sobre a polinização manual que às vezes acaba sendo necessária.

É comum plantar frutíferas e ver muitas flores caindo sem formar frutos. Isso ocorre principalmente com quem mora em apartamento como eu e nesse caso os agentes polinizadores são mais escassos.

Eu mesma já cansei de tratar minhas plantas achando que eram pragas, colocando mais adubo, tudo no intuito de resolver o problema das flores que eram abortadas sem perceber que o problema e a solução eram muito mais simples. Um exemplo recente é a minha jalapeno e exatamente por causa dela eu resolvi fazer esse post.

A princípio pensei em explicar de forma genérica como é feita a polinização manual em plantas nas quais ocorre autopolinização e polinização cruzada, mas como há muitas variações e métodos preferi fazer posts separados para cada espécie. Dessa forma consigo dar o máximo de informações específicas ao invés de falar de forma generalizada.

O método que vou passar mostrando especificamente uma pimenteira vale para várias outras plantas, por isso é interessante pesquisar se a sua planta pode ser polinizada dessa forma.

É muito importante verificar outros fatores que podem estar associados ao fato da planta não gerar frutos. Há algumas hipóteses como excesso ou falta de adubo, excesso ou falta de água, pragas em geral, etc.

A polinização manual, no caso das plantas que fazem autopolinização, nada mais é do que levar o pólen das anteras de uma flor para o estigma de outra flor na mesma planta. Teoricamente os agentes polinizadores deveriam fazer isso (abelhas, borboletas e até o vento), mas na falta destes a gente precisa dar uma forcinha para a natureza.

Vou mostrar de forma simples como eu faço com as minhas pimenteiras e como exemplo vou mostrar a minha jalapeno.

Você vai precisar apenas de um cotonete, de um pincel fino ou pode até mesmo usar o dedo para fazer a polinização dessa forma. Eu prefiro o pincel, mas muitas vezes uso o dedo por ser mais prático.

O pincel deve ser lavado após o uso para não transferir o pólen de uma planta para outra. A princípio isso não é um problema se você usa o pincel da romã na pimenteira, mas caso você use o pincel de uma pimenteira em outra de espécie diferente certamente criará híbridos.

A vantagem do cotonete é que você usa um para cada espécie e deixa todos devidamente etiquetados usando quando precisar ou simplesmente joga fora e usa outro depois. A desvantagem é que o cotonete é mais “bruto” e mais largo na ponta o que para flores pequenas dificulta a colheita do pólen e transferência para o estigma.

A vantagem do pincel é que é bem mais delicado e praticamente não se corre o risco de machucar ou danificar a flor. Por outro lado ou você deve ter vários pincéis ou deve lavar bem o pincel depois de cada vez que usar.

Para polinizar esfregue muito delicadamente o cotonete ou o pincel nas anteras. Você vai perceber nitidamente que o pólen ficará nas cerdas do pincel ou no caso do cotonete que ele ficará levemente amarelado na ponta.

Depois esfregue mais delicadamente ainda o cotonete ou o pincel já com o pólen no estigma de outra flor. Agora pegue o pólen das anteras desta flor e esfregue no estigma de outra flor e assim sucessivamente até polinizar todas ou até suas costas ou joelhos começarem a doer, rs.

Abaixo as fotos do processo.

Algumas das muitas flores da minha jalapeno
Eu costumo usar cotonetes, mas pincéis também podem ser usados
As anteras. Essa flor está assim porque já polinizei. As anteras estão bem abertas. Quando a flor abre elas estão fechadas.
O estigma. Percebam as anteras fechadas.
Pegando o pólen das anteras e…
… transferindo para o estigma.

Sobre a Polinização

Coloquei aqui o link de um vídeo maravilhoso sobre polinização para comemorar o primeiro post sobre o assunto. Em muitos locais se encontra esse vídeo sem as considerações do autor do documentário, mas particularmente eu acho que o que ele tem a dizer é importante além de ser lindo o trabalho que ele realiza. Vale a pena assistir!

19 respostas para “Polinização de Flores de Pimenta”

  1. Assistindo a uma reportagem vi muitas espécies de pimentas plantadas bem próximas , no caso elas vão forma vários híbridos ? a ideia na hora e que os frutos já saíssem prontos da planta mãe e não precisar de outra pimenteira para polinizar , Grato

    1. Eduardo a probabilidade de formar híbridos é muito alta. As pimentas não precisam de outra pimenteira para serem polinizadas, porém pode ocorrer de uma flor ser polinizada com pólen de outra planta, sendo inclusive outra variedade.
      Abraços Floridos

    1. Pode levar algumas semanas até a flor formar o fruto e amadurecer por completo. O tempo varia bastante das condições, especialmente sol e temperatura, quanto mais frio e menos sol direto mais demorará para amadurecer.
      Abraços Floridos

  2. Bom dia Bruna,

    Tenho também alguns vasos aqui no apto de pimentas jalapeno. Estão com pouco mais de 50 dias e já começaram a abrir algumas flores. Mas ao ver o tamanho do vaso do vídeo do método II (usando o dedo) me assustei. Precisa ser vaso tão grande? aqui uso vasos médios.

    Outra coisa, vc amarra as suas tb? Aqui em algumas tempestades eles entortam bastante, com pimentas será pior ainda… Depois d última, coloqueii uma haste enterrada e amarrada ao caule, mas não é tão rígido.

    Abraços e parabéns pelo excelente site.

    1. Juliano a jalapeno normalmente não cresce tanto em altura, mas pimentas criam muitas raízes. Então um vaso grande seria ótimo, apesar de ser possível manter em um médio. O que acontece é que serão necessárias mais regas e mais adubo para mantê-la saudável.
      Sim, amarro as minhas para evitar galhos quebrados por vento ou muito arqueados pelo peso dos frutos. Além disso quando são jovens tendem a não estar tão bem fixadas e ficarem levemente tombadas, o que não é tão bonito de se ver rs. Eu recomendo que você amarre sim pelo menos no início do crescimento.
      Abraços Floridos e obrigada pelo elogio : )

  3. Olá!

    Plantei sementes de pimenta vermelha num vaso com terra adubada, já faz uns 4 meses e apenas nascem folhas, nada de flor ou fruto… Sabe o que pode ser?

    1. Tamara 4 meses é um prazo bem aceitável para a planta ainda não ter dado flores e frutos. Dependendo da variedade demora mais para frutificar, mas mesmo as que são mais rápidas estariam ainda dentro do prazo, rs. De qualquer forma manter uma boa rotina de adubação é importante.
      Abraços Floridos

  4. Olá Bruna.. Também estou começando agora no que se refere ao plantio e cultivo de pimentas. Aprendi muito com esse post de polinização manual e gostaria que você me ajudasse num outro problema ou me direcionasse caso já tenha um post sobre o assunto… Nos meus pés de pimentas embaixo de algumas folhas estão formando umas “bolinhas” brancas, parece q tem um pelinhos (parecendo fungo).. Poderia me ajudar a resolver esse problema se realmente for um problema?

    1. Raniery isso provavelmente são cochonilhas. Use o combo que mostrei no blog com sabão de côco, óleo de neem e acrescente uma ou duas tampinhas de álcool dependendo do tamanho do borrifador. Use dia sim dia não por uma semana, depois a cada dois dias até notar que não há mais sinal de pragas. Pode manter depois mais algum tempo usando uma vez por semana. Procure borrifar por baixo das folhas porncipalemnte e aplique sempre no fim da tarde sem deixar acumular líquido nas folhas.
      Abraços Floridos

  5. Olá Bruna, suas explicações foraram de grande ajuda, obridado.
    Obs: Quantos as dores nas costa para esta tarefa, realmente é
    complicado, mas vale apena.

  6. Bruna, tenho uma muda de pimenta bode vermelha e com duas florações e nenhuma pimenta. As flores são bem pequeninas, mal dá para enxergar as estruturas das flores. Devo usar palito de dente?

    1. Olá Rossana! A pimenta bode tem flores pequenas mesmo, mas se estão muito pequenas deve estar com praga. Observe as folhas principalmente por baixo para ver se há algum sintoma. Se não encontrar nada tente polinizar as flores manualmente. Basta dar petelecos nas flores ou passar o dedo em uma e ir passando nas outras. Acho que por menor que sejam as flores dá para usar o dedo mesmo.
      Abraços Floridos

    1. Olá Paula! Eu ainda vou fazer um post específico sobre isso, mas algumas pessoas apenas agitam a planta, outras usam aparelhos que vibram, como escovas elétricas e etc, para fazer as flores do tomateiro liberarem o pólen.
      Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *