Couve
Legumes e Verduras

Couve

Mesmo sabendo que é uma verdura que cresce bastante, decidi cultivar couve no meu apartamento e ver se os resultados do cultivo seriam satisfatórios e posso dizer que foram e muito.

Couves crescem rápido, são resistentes, bonitas e saborosas. Recomendo para toda horta e mesmo em hortas de apartamento é possível ter como vou mostrar nesse post.

Plantio

As couves já começaram me dando alegria, germinaram com bastante facilidade, apenas 3 dias após o plantio, e tiveram uma excelente taxa de germinação.

Couve

Depois de germinadas as mudas cresceram bem rápido e se mostraram muito resistentes. Algumas espécies são super sensíveis quando as mudas ainda são pequenas, como alfaces e rúculas, e é comum perder muitas delas, mas não é o caso das couves que são resistentes e vigorosas. Não perdi nenhuma muda que germinou. Todas se desenvolveram!

Durante o início do crescimento, até estarem um pouco mais resistentes, as deixei em vasos menores e em local que tinha apenas sol da manhã. Quando estavam mais desenvolvidas separei as mudas com cuidado, colocando cada uma em seu vaso definitivo e no sol pleno, que é do que elas gostam.

Na galeria abaixo é possível ver todo o crescimento das couves até o ponto em que iniciei a colheita 68 dias após o plantio.

Algo que com as couves ficou bem claro foi a diferença no desenvolvimento de acordo com o tamanho do vaso no qual estavam plantadas. Isso já é algo óbvio, sem dúvida, mas vale a pena mostrar aqui a diferença entre as folhas de couves que germinaram na mesma época e que estavam plantadas no mesmo local da varanda apenas em vasos diferentes e de tamanho diferentes.

Couve

Dá para perceber que foi imensa a diferença no crescimento das mudas que estavam em vasos menores para as que estavam em um vaso maior. As folhas tinham pelo menos o dobro do tamanho e a planta em si cresceu muito mais em altura também.

Sol e Rega

As couves gostam de sol e precisam dele para crescerem saudáveis. Aqui ficam em vasos que pegam sol boa parte do dia.

Couve

Por pegarem muito sol e estarem em vasos de argila o substrato seca com facilidade, por isso rego todos os dias. A regra para as couves é que o substrato seque levemente entre uma rega e outra.

Adubo

Em relação ao adubo elas não dão trabalho, já que são plantas pouco exigentes. Uso o adubo líquido na rega uma vez por semana e borrifo as folhas com leite com a mesma periodicidade.

Para o plantio das sementes usei apenas substrato e húmus de minhoca na mesma proporção. Ao transplantar as mudas para os vasos definitivos usei húmus de minhoca e substrato em partes iguais e acrescentei adubo à base de algas apenas. Para verduras não costumo usar esterco, apenas húmus e adubo à base de algas ou torta de algodão.

Pragas

Além de todas as coisas boas que as couves têm, ainda tem mais uma vantagem: as minhas não tiveram nenhuma praga. Nenhuma! Isso é difícil acontecer. Às vezes a planta até tem, mesmo que não seja nada que a abale, mas as couves sequer tiveram sinais de algo que as incomodasse.

Couve

Vejo muita gente mostrando fotos nas redes sociais da vida de suas couves com sinais de fungos, o que realmente é um problema comum delas, mas as minhas nunca tiveram nada, provavelmente porque uso o leite diluído desde a germinação das mudas.

Colheita

As primeiras colheitas não demoraram a acontecer. Eu colhi algumas folhas quando as mudas estavam com 68 dias. Importante observar que aqui somos apenas eu e meu marido e as verduras que eu produzo apenas eu costumo consumir, então a quantidade que uso é pequena. Pensando em fazer uma salada para uma família com 3 ou 4 pessoas são necessárias muito mais folhas.

Para realizar a colheita basta ir cortando as folhas mais velhas, retirando sempre no sentido da base para o topo da planta.

Se a colheita demorar demais a acontecer as folhas vão amarelar e secar, é o ciclo natural delas que não duram para sempre, então o ideal é colher periodicamente para evitar desperdícios.

10 respostas para “Couve”

  1. OI Bruna tudo bem!
    Tenho três pés de couve no meu pequeno quintal. produz bastante. Porém, hj descobri alguns pulgões. mas já tomei providencias.Odeio essas pragas! Vc está de parabéns! adoro o seu blog! Me ajuda bastante!
    Abraços!

    1. Eliane obrigada pelo elogio ; ). Eu publiquei recentemente um post sobre um novo defensivo que testei e foi ótimo para pulgões junto com o combo, ele é feito à base de alho.
      Abraços Floridos

  2. Oi, conheci seu blog há algumas semanas e gostei muito!
    Quando você cita o adubo líquido, ao qual se refere?
    Eu pretendo cultivar tomates e vi que eles não gostam muito de nitrogênio, e notei que os adubos mais usados (húmus e esterco) têm um teor elevado desse nutriente. O que vc usa pra adubar seus tomateiros? Com que frequência eu devo colocar?
    PS: tenho cão, e como farinha de ossos atrai esses animais, não queria tê-la como primeira opção.

    1. Marco me refiro ao adubo líquido que costumo produzir e mostrei no blog. Veja o post Adubo Prático – II. Eu devia ter colocado o link nesse post da couve, mas agora já atualizei. Quanto aos tomateiros eu uso muito húmus, esterco e adubo à base de algas. Além deles no substrato uso o adubo líquido nas regas e leite como adubo foliar. Nunca vi nada sobre os tomateiros não gostarem de nitrogênio, o que não pode ocorrer é excesso, mas isso vale para qualquer planta.
      Abraços Floridos

  3. Ola´, Bruna! agradeço pelas muitas publicações úteis. Hoje li sobre o seu plantio de couve, mas fiquei curiosa e na dúvida… para quê o leite e em qual proporção? em que momento usar? é durante todo o ciclo de vida da planta? abraços

    1. Margarida no próprio post da couve tem o link para o post fungos, que explica detalhadamente sobre o uso do leite. Ele serve como adubo foliar e eu sugiro o uso durante todo o ciclo de vida da planta sim. Aqui uso em todas as minhas plantas uma vez por semana.
      Abraços Floridos

  4. Tenho couve manteiga no meu pequeno canteiro, elas também cresceram bem rápido, estavam verdinhas, eu colhia algumas folhas várias vezes por semana. Agora, mais de 6 meses depois, começaram a dar trabalho porque vivem com lagartas 🙁
    Vejo as folhas esburacadas, olho uma por uma até achar as lagartas, que se camuflam com perfeição nas folhas então não é fácil de encontrar. Cheguei a tirar meia dúzia de uma vez, daí uns 2 ou 3 dias já tem outro tanto 🙁
    Pelo visto o combo não funciona como repelente, apesar do neem. Será que existe alguma outra forma natural de evitá-las?

    1. Patrícia eu estou testando um repelente feito com alho e está funcionando bem para pulgões e ácaros. Para cochonilhas está mantendo os mesmos resultados do combo. Você pode tentar usar… Basta encher uma pet de 500ml com álcool e colocar uma cabeça de alho grande descascada e com os dentes partidos ao meio. Deixe descansar por uma semana. Aqui estou testando em pequena quantidade, duas tampinhas em um borrifador de 300ml, vou aumentar depois para ver os resultados, mas por enquanto é essa medida que tenho usado.
      Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *