Pragas e Doenças

Moscas de Fruta – Drosófilas

Drosófilas não são pragas, mas são chatas, muito chatas. Pra quem não conhece são os famosos mosquitinhos ou moscas de fruta. Elas são minúsculas, pretinhas e ficam andando pelo substrato ou voando próximas aos vasos e quando você chega perto vão voar bem na sua cara, posam no seu nariz, dão rasantes nos seus olhos, como se te irritar fosse a razão de viver delas.

Aqui eu costumo ter algumas drosófilas, mas só aparecem de vez em quando e bem poucas. Eventualmente elas aparecem em grandes quantidades, mas aí entram as técnicas de extermínio que vou passar para vocês.

Antes de saber como eliminá-las é preciso entender o que as atrai. As drosófilas gostam de umidade e matéria orgânica decomposta, então o uso do adubo líquido nas folhas, o uso do leite na rega ou como defensivo, adubos orgânicos misturados ao substrato especialmente quando estão úmidos são ótimos atrativos para elas, entre outros.

A melhor forma de evitar drosófilas é tomar cuidado com o excesso de umidade e de matéria orgânica, mas caso elas já estejam atormentando a sua vida siga os passos abaixo e tenha em mente que esses métodos devem ser usados em seqüência e não um ou outro.

Inanição

Diminua o uso de defensivos naturais (se for possível) e o uso de adubos orgânicos. Elas não morrem de fome instantaneamente, mas se não tem comida elas vão buscar em outro lugar.

Desidratação

Diminua ao máximo as regas procurando deixar o substrato sempre seco de um dia para o outro. Regue apenas o suficiente para manter as plantas bem naquele dia sem excesso. Nem adianta tentar matar as drosófilas afogadas porque isso não funciona e também é inútil jogar um jato bem na cabeça delas tentando causar traumatismo craniano.

A questão é fazer com que elas percam o interesse, não adianta tentar matar porque elas são highlander. Além disso você é um só e elas são muitas.

Soterramento

Por fim coloque mais substrato (não adubado) no vaso e não regue pelo menos no dia. Atenção para não matar a planta de sede. O objetivo é matar apenas as drosófilas. Faça na medida do possível, porque senão a planta morre e as drosófilas ficam. Se estiver muito quente coloque no fim do dia para não precisar regar.

Como Evitar as Drosófilas

Depois de fazer esse último passo você deve manter as regas bem controladas e isso não apenas evita as drosófilas como pragas e doenças associadas à umidade. Evite deixar o substrato das plantas encharcado. Coloque o necessário de água para secar naquele dia e não sobrar umidade para o dia seguinte.

Evite também usar adubos demais. Prefira usar nas regas ao invés de borrifar nas folhas e evite qualquer adubo misturado ao substrato até que elas desapareçam completamente.

Os defensivos são difíceis de não usar ou mesmo diminuir, porque afinal de contas drosófilas são chatas, mas não causam mal às plantas, já as pragas sim. Então nesse caso o que eu posso recomendar é não usar defensivos além do necessário. Se você usa a cada 2 dias ou dia sim dia não e tem drosófilas, passe a usar a cada 3 dias que é o recomendado para praticamente qualquer praga. Por outro lado se a infestação está muito séria ignore as drosófilas e tente eliminar as pragas. Vai de cada caso.

Vou ficar devendo fotos, mas quem tiver um macro bem bonito dessas criaturas irritantes me mande que eu coloco no post.

6 respostas para “Moscas de Fruta – Drosófilas”

  1. Estes bichinhos no tomate estão por todo lado então viu…. É uma pena pq os tomates crescem e quando ainda estão verdes, já dão bichos e apodrece tuudo por dentro… Quanto as drosófilas, estão passeando aqui em casa também… Estão fãs do meu hortelã e aumentam a cada dia. Eu acho que é por causa do esterco de gado que uso. Aqui também apareceu uns bichinhos minúsculos na terra e começaram a comer as batatas das minhas amarílis… Mas então vamos à luta né…hehehe

    1. Oi Geysa! Não conheço esse bichinho do tomate. Aqui nunca tive nada parecido.
      Quanto às drosófilas, passe a fazer adubo líquido com o esterco ao invés de misturar direto ao substrato que deve ajudar bastante.
      Abraços Floridos

  2. hahaha, acho que vou adotar a técnica do soterramento! Mas se elas não fazem mal às plantas… não estou podendo deixar de usar defensivos por conta da infestação de tripes! Quem sabe com o método de captura por placas coloridas dê certo com todos os alados? Depois te conto! Elas não botam na terra? Porque uma vez uma jardineira minha apareceu cheia de vermezinhos brancos, bem pequenos, de uns 3 milimetros… achei que fossem elas! Vou tentar tirar foto das “minhas” drosóflas e te mando! Bjos!

    1. Oi Camila! Depois que eu tive uma infestação de drosófilas anos atrás controlo ao máximo, mas normalmente eu nem chego a usar o soterramento, só regando menos e usando apenas adubo líquido na rega já resolve.
      Não sei se elas colocam ovos na terra, mas é bem provável.
      Abraços Floridos

  3. As vezes elas aparecem aqui, mas não são muito chatas não, deixo que voem por ai rsssss
    O triste são não sei ao certo o que são… deu dentro das pimentinhas Cambuci e quando estão vermelhinhas já estão podres, acontece com pimentões tb, tomate… nem se fala so consegui comer um…

    1. Olá Eliane! Quando são muito poucas realmente não incomodam, mas se tem uma quantidade maior, você vai colocar água no vaso e elas já sobem pra voar em cima de você,é um porre. Mas verdade seja dita eu só comecei a ficar intolerante com as drosófilas depois que tive uma infestação aqui anos atrás. Foi um horror!
      Esses bichinhos que deram na sua pimenta e no tomate eu não conheço.
      Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *