Amarilis ou Açucena (hippeastrum hybridum)
Flores

Amarilis ou Açucena (hippeastrum hybridum)

 

Ganhei a minha primeira amarilis (hippeastrum hybridum), também conhecida como açucena, de um colega de trabalho. Nunca tinha cultivado essa beldade e fiquei super feliz com a possibilidade.

Eu recebi um vaso com a planta cortada, sem flores e folhas, só o bulbo. Ela não demorou a brotar e dar folhas, mas demorou um pouco para florir.

No ano que a ganhei ela não floriu, mas no ano seguinte surgiu uma haste enorme que deu 5 flores. Foi depois dessa floração estonteante que eu me apaixonei pelas amarilis. O fascínio foi tanto que comprei mais duas variedades lindas, a tosca e a apple blossom.

Amarilis Tosca - Hippeastrum hybridum
Amarilis Tosca

Além de cultivar as amarilis pelas flores belíssimas, também fiz a experiência de polinizar as flores para obter sementes e deu super certo. Vou falar sobre isso e todos os demais detalhes da minha minha experiência cultivando as amarilis.

Se você quiser plantar sementes de amarilis temos disponível na loja Sementes do Jardim.

Plantio

O plantio dos bulbos e das sementes de amarilis é bem simples, mas alguns detalhes podem fazer diferença.

O substrato deve ser rico em matéria orgânica e ter boa drenagem. Eu gosto de usar uma mistura de duas partes de substrato pronto, duas partes de húmus de minhoca, uma parte de esterco bovino e uma parte de casca de pinus moída ou areia de rio média.

O vaso para o plantio não precisa ser muito grande. Os bulbos não geram raízes tão profundas, mas precisam de espaço para um bom desenvolvimento. Recomendo que os vasos tenham pelo menos 15 cm de altura.

Amarilis Tosca - Hippeastrum hybridum

Os meus bulbos são cultivados em um vaso largo e baixo (adoro vasos desse tipo, acho uma graça) com 25 cm de altura e vão super bem.

Ao plantar os bulbos deve-se deixá-los parcialmente descobertos. A parte mais alongada, de onde saem as folhas, deve ficar completamente descoberta.

Gosto bastante de usar cobertura morta para ajudar a manter a unidade, que as amarilis adoram. Minha opção é pela serragem por ser fácil de adquirir e bem leve, adequada para várias situações. No vaso das minhas amarilis coloquei uma camada generosa de serragem para finalizar o plantio e recomendo que isso seja feito, se possível.

Amarilis Tosca - Hippeastrum hybridum
As folhas da amarilis e a cobertura morta no vaso

Quanto ao plantio das sementes eu prefiro germinar no paninho multiuso, mas, para quem for plantar direto, sugiro uma mistura de partes iguais de substrato pronto e húmus de minhoca apenas.

As sementes devem ser apenas parcialmente cobertas, não as enterre totalmente, e podem levar de 7 a 40 dias para germinar.

Quando as mudas estiverem um pouco mais desenvolvidas, por volta de 10 cm de altura ou com 30 dias, podem ser replantadas na mistura que mencionei para o plantio dos bulbos.

Amarilis - Hippeastrum hybridum

Os bulbos, depois de formados, podem ser mantidos plantados e irão florescer no começo da primavera, dependendo do clima local. Eles também podem ser recolhidos e armazenados, sendo replantados no início da primavera ou outro período de temperaturas mais altas, já que entram em dormência em épocas de temperaturas mais baixas.

Sol

No sol pleno as minhas mudas não ficaram bem, só começaram a se desenvolver melhor no sol da manhã.

Amarilis Tosca - Hippeastrum hybridum
A flor já aberta e mais botões

Também podem ser plantadas a meia-sombra, com muita luz indireta, que vão bem. Só recomendo, pelo menos pela minha experiência, evitar sol pleno.

Rega

As amarilis gostam de umidade. A rega deve ser feita para manter o substrato levemente úmido, sem encharcar.

Caso o substrato fique encharcado os bulbos podem apodrecer e nesse caso não há como recuperar a planta. Então deve-se tomar cuidado com excessos.

Adubo

Apesar de não ser exigente com espaço, a amarilis aprecia substrato rico em matéria orgânica. Então o ideal é manter adubações regulares na época de floração.

Amarilis - Hippeastrum hybridum

Eu uso adubo líquido uma vez a cada 15 dias nas regras. Também utilizo defensivos de maneira preventiva, que atuam como fertilizantes, como o leite e o cupro dimy. Uso ambos uma vez por semana, em dias diferentes. Às vezes uso um numa semana e na outra o outro.

Pragas

Minhas amarilis não tiveram pragas. Para não dizer que nunca apareceu nada, eu vi na minha primeira muda, a orange sovareign, algumas cochonilhas, mas foi algo mínimo. Tirei com a mão mesmo e nunca mais apareceram, felizmente.

Amarilis - Hippeastrum hybridum

De qualquer forma recomendo a leitura do post Guia de Defensivos Naturais para saber como tratar qualquer praga que venha a surgir.

Floração

A floração ocorre na primavera , ao longo do ano fica só com folhas ou até sem folha alguma.

Normalmente as folhas começam a despontar primeiro, mas é bastante comum que a haste com os botões venha antes das folhas ou junto com elas.

As flores são bem duradouras. As das minhas plantas duram menos tempo, por volta de uma semana, porque eu as polinizo manualmente, então a partir da polinização começam a murchar mais rápido.

Depois de me apaixonar pelo cultivo das amarilis, eu quis fazer a experiência de plantá-las a partir de sementes e para isso polinizei as flores.

Amarilis Tosca - Hippeastrum hybridum
Para polinizar manualmente as flores basta transferir com os dedos ou um pincel seco o pólen das anteras para o estigma. Isso deve ser feito com o pólen da própria flor e entre flores diferentes.

Eu polinizei manualmente algumas das flores, mas não todas as que surgiriam na haste. Fiz isso justamente para observar e somente as polinizadas deram sementes.

Amarilis - Hippeastrum hybridum

É bem nítido quando os frutos começam a se formar. A base das flores começa a crescer gradualmente.

Os frutos estão com sementes prontas para colheita quando amarelam e racham exibindo-as parcialmente.

Amarilis - Hippeastrum hybridum
Cápsula madura, aberta e exibindo as sementes

Nesse momento devem ser cortados e recolhidos. Caso isso não seja feito, as levíssimas sementes vão se espalhar por todo lugar e você provavelmente achará amarilis germinando por aí.

Pelo que pesquisei pode levar de 3 a 5 anos para uma amarilis cultivada a partir de sementes florescer. É um exercício de paciência? Sim. Mas, particularmente, eu adoro plantar sementes e acho impagável o prazer de ver algo que eu cultivei desde o princípio florescer. Além disso, as muitas mudas geradas, mesmo ainda jovens, tornam-se muitos presentinhos para doar.

Outra vantagem da polinização é a de poder gerar híbridos usando polinização cruzada entre plantas com flores de cores diferentes.

1 resposta para “Amarilis ou Açucena (hippeastrum hybridum)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *