Caçadora de Plantas – Dia de Identificar Espécies e Colher Sementes
Flores Folhagens Frutíferas Legumes e Verduras Meu Jardim Vale a Pena Visitar

Caçadora de Plantas – Dia de Identificar Espécies e Colher Sementes

 

Quase todo fim de semana, especificamente domingos e feriados da vida, eu vou para algum parque correr e curtir a natureza e às vezes vou também para caçar plantas, identificar espécies e colher algumas sementes. 

Normalmente levo minha mochila com um kit relaxamento (canga, lanchinho leve, kindle, etc), caso eu não vá correr, e fico horas no parque. Sempre tiro fotos de plantas com o celular, publico nas redes sociais do blog e da loja Sementes do Jardim, e é comum eu colher sementes, mesmo que não esteja buscando algo específico. Mas, eventualmente, quando quero caçar plantas, eu vou equipada com câmera fotográfica, saquinhos plásticos, entre outras coisas.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Parque

Há inúmeros posts no blog que são consequência dos dias de caçadora de plantas, mas eu nunca falei especificamente sobre esse processo, que eu adoro e faço com certa frequência.

Esses são dias que trazem uma felicidade profunda pra mim e o aprendizado é muito enriquecedor. Para, quem sabe, incentivar alguém a ter um dia de caçador(a) de plantas, vou mostrar um dos meus dias e passo a passo como planejo, o que eu levo e etc. 

Para mim isso é muito comum, mas pra quem nunca teve essa experiência recomendo que tenha. É um momento de empolgação, alegria e relaxamento incrível. Especialmente se a vida anda estressante vá caçar plantas. Nesse momento não tem como pensar em nada além daquelas criaturas lindas que você quer encontrar e mesmo que não ache a que está procurando, vai achar várias outras.

Planejamento 

Não precisa necessariamente planejar, é algo que dá pra dar a louca (ou o louco) e ir. Porém eu sempre vou com algum objetivo, identificar matinhos por exemplo, o mais comum inclusive, então escolho o parque ou região do parque que vou explorar pensando nisso.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Pincel de Estudante e Borboleta
Sempre há muita beleza para ser vista nos parques

Perguntas comuns pra decidir em qual parque vou se quero matinhos são: Qual tem mais áreas de mata, um bosque ou uma trilha? Qual tem mais canteiros que ficam cheios de mato crescendo loucamente? Isso não é exatamente um planejamento, mas algo que vale a pena pensar antes de ir para escolher o local que vai render mais frutos ou matos. 

Um detalhe que preciso acrescentar aqui é que eu prefiro sempre parques, hortos, jardins botânicos e outros locais fechados. Eles são mais seguros, pelo menos em tese.

O que Levar 

Eu vou com uma mochila pequena, mas podem ser aquelas bolsas que ficam nas costas, mas a alça é na diagonal, ou outros modelos, desde que seja algo carregado nas costas e não na mão ou ombro. Eu abaixo o tempo todo pra ver plantas e algumas são baixas, às vezes muito baixas. É comum eu ter que quase ajoelhar no chão para analisar as flores, sementes e etc ou fotografar, então algo no ombro ou na mão atrapalha bastante.

Às vezes encontro criaturas exóticas nas minhas andanças como esse belíssimo cogumelo

Na mochila levo os seguintes itens:

  • Canga para relaxar no parque, embaixo da sombra de alguma árvore, antes ou depois de caçar minhas plantinhas;
  • Duas garrafas de água, que vão na lateral da mochila ou dentro mesmo, porque se estiverem bem fechadas não vazam;
  • Lanches leves, como castanhas em geral (nozes, amêndoas, amendoim, etc), frutas secas (passas, damasco, entre outras), chips de algum legume, biscoitos água e sal, etc. Evito frutas frescas como bananas e outras que amolecem com o calor e melecam a mochila;
  • Carteira ou apenas documento de identificação e cartão do banco;
  • Kindle para ler no parque depois. Não costumo levar livros físicos porque pesam mais.

Até aqui foi só o básico que eu levo mesmo quando não vou caçar nada.  Continuando com o que levo especificamente nos dias de procurar plantas:

  • Máquina fotográfica carregada. O carregada é importante, porque chegar lá e quando vai tirar a foto a máquina avisar que a bateria está baixa é algo que ninguém merece;
  • Saquinhos para colher sementes. Levo uns 4 ou 5 para não misturar nada. Gosto daqueles usados para pesar frutas no mercado, que são transparentes. Como eu uso sacolas retornáveis no mercado, pego apenas esse tipo de saco para as frutas e aproveito todos, nunca jogo saco plástico fora;
  • Algumas folhas de papel toalha para enrolar mudas de possíveis estaquias. Já usei papel dos banheiros dos parques quando não levei de casa, mas nem sempre tem e o banheiro pode ser longe, então é melhor levar tudo de casa mesmo;
  • Repelente, dependo do local que vou. 

Sempre vou de boné e antes de sair de casa, se estiver um dia de sol, passo protetor solar nos ombros, rosto e uso um nos lábios também. Fico com umas marcas de camiseta lindas (ironia), mas faz parte.

Dependendo do local que vou, se tiver mata mais fechada, passo repelente nas pernas e levo na mochila caso precise passar também nos braços se tiver muito mosquito. Pode parecer frescura para quem não está acostumado, mas experimente ficar alguns segundos parado tirando fotos ou colhendo sementes em um local úmido e sombreado, lotado de mosquitos. Não é nem um pouco agradável! Pior que mesmo com repelente, exceto se for um muito potente, ainda tem uns suicidas que morrem, mas morrem picando.

Uma outra dica que aplico e vale a pena mencionar é não usar perfume em parques e outros locais que tem mata. O perfume atrai insetos. 

A Caça

Vou relatar minha experiência dessa vez para mostrar como é um dia de caçadora de plantas na minha vida, para que vocês tenham uma ideia do que faço, as coisas que descubro, o que volta pra casa comigo, etc.

Dessa vez eu fui com um objetivo mais específico do que o de costume. Eu queria achar erva jabuti e maria pretinha. Estou aos poucos adaptando minha horta na varanda e quero priorizar as panc’s ao invés das hortaliças tradicionais, por isso essas duas estão na minha lista de aquisições.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Parque
Parte do caminho para o parque

O parque fica bem perto da minha casa e vou a pé. Fui durante todo o caminho com o olhar bem observador, procurando minhas aquisições, mas também vendo se havia outras que poderiam ser interessantes.

No caminho fui obrigada a parar pra fotografar e analisar uma mocinha linda, a macroptilium lathyroides. Já vi essa planta outras vezes, mas não estava com a máquina e não fotografei. Dessa vez olhei com bastante calma e achei as cápsulas de sementes dela. Elas abrem retorcendo-se e lançando as sementes longe quando estão totalmente marrons (maduras) e são pressionadas. Obviamente eu trouxe algumas sementes comigo.

Depois de ficar algum tempo socializando com essa planta voltei à minha caminhada para o parque. Mais à frente, mais próximo ao parque, encontrei uma muda enorme de maria pretinha (Solanum americanum). Parei de novo, tirei um monte de fotos, coletei os frutos maduros em um dos saquinhos que levei, a admirei e continuei.

Em um percurso até o parque que leva 10 minutos no máximo eu levei por volta de 35 minutos.

Quando cheguei até o parque fui na direção da trilha, onde tem mata mais fechada. Passei repelente nas pernas antes de sair de casa, mas se não tivesse passado ainda passaria antes de entrar nela.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Parque
É sempre bom aproveitar um dia lindo no parque

Uns poucos metros antes da trilha passou por mim correndo um homem com um cachorrinho filhote desesperado pedindo colo. O cidadão simplesmente ignorava o cachorro. Um sol absurdo, em um dia muito quente e o bicho desesperado. Eu fico louca vendo essas coisas! Sempre vejo muita gente caminhando com cães em horários completamente impróprios e os animais, muitas vezes, nitidamente demonstrando sofrimento. Eu queria falar com ele educadamente é claro, mas ele passou por mim correndo e não deu pra correr atrás dele. Mas apesar de não ter relação com o post fica o apelo: não façam isso com seus cães. Sempre coloque o seu pé descalço no chão antes e veja se está uma temperatura confortável. Se queimar o seu pé, queimará a patinha deles também. Ou simplesmente não leve pra passear em horários de sol quente.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Trilha
O início da trilha

Na verdade essa situação acabou tendo relação com o post porque eu perdi completamente o foco. Não consegui prestar atenção em mais nada, fiquei só olhando o cachorro se afastando com o dono enquanto pedia colo enlouquecidamente. Os metros seguintes que andei foram em vão, porque fiquei preocupada pensando no cãozinho e acabei não vendo nada pelo caminho.

Cheguei em um trecho que estava com bastante lama, havia chovido muito na noite anterior, e estava difícil passar. Até dava pra passar pelo canto, mas como eu já não tinha prestado atenção em nada mesmo, achei melhor voltar e observar tudo que não vi.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Passarinho Canário da Terra
Adoro fotografar os pássaros nos parques e normalmente os fofos canários da terra são os modelos

Voltei todo o percurso e achei várias mudas de maria pretinha no caminho da volta. Como eu já tinha colhido muitas frutinhas, acabei não colhendo mais. Eu apenas parava pra ver se era mesmo maria pretinha ou erva moura (Solanum nigrum), uma parente, mas que não é comestível em estágio nenhum de maturação, sendo que a maria pretinha é comestível quando madura.

Saí do parque e decidi andar pelas ruas ao redor, onde só passo quando estou correndo e acabo não observando tanto as plantas. Fui andando e procurando locais sombreados e úmidos na esperança de achar agora a erva jabuti.

Passei por uma rua na qual eu raramente ando, porque quando vou correr faço outro percurso e evito essa rua por ser sem saída. Nesse dia, porém, eu passei por ela indo até o final por um lado e voltando por outro. Achei uma erva maravilhosa, sem dúvida parente da hortelã. O cheiro impregnou na minha mochila. Simplesmente divina!

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes - Mentha piperita
Um grande muda de mentha piperita

Ela estava cheia de abelhas, cada vez mais raras, e outros insetos polinizados. Eu não achei sementes e não podia pegar qualquer galho dela, porque estava sem tesoura de poda para fazer um corte limpo sem danificar a planta. Então comecei a procurar um ramo que estivesse conectado na base da planta e fosse possível tirar com alguma raiz sem danificar a planta mãe. Achei dois assim e tirei com cuidado.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes - Mentha piperita
As lindas e aromáticas flores da mentha piperita

Vou aproveitar a situação da erva para listar aqui algumas dicas importantes sobre a coleta de plantas em locais públicos: 

  • Não tire mudas de plantas se não está com as ferramentas adequadas. Caso seja um planta que você saiba que consegue tirar sem ferramentas ótimo, tire sem maltratar a planta mãe, caso não saiba, tenha receio ou não tenha experiência volte depois com uma tesoura de poda e tire dois ou três ramos no máximo. Não acabe com a planta, tire pouco e deixe-a lá. Há exceções para essa recomendação, mas somente o conhecimento associado ao bom senso será capaz de dizer quais são, então na dúvida preserve e contente-se com pouco ou, às vezes, nada;
  • Prefira sempre sementes. Coletar algumas sementes não fará mal algum, só ajudará a propagar a natureza se as sementes coletadas forem plantadas ou distribuídas;
  • Tenha em mente que plantas na rua podem estar (e provavelmente estão) contaminadas por dejetos de animais e humanos (que nojo!), poeira, poluição, etc. Por isso eu sempre prefiro, e recomendo que você também prefira, sementes. Mas se for tirar ramos tenha cuidado. O objetivo é preservar e propagar a natureza, não destruí-la ou tratá-la de maneira egoísta.

Depois de pegar cuidadosamente os dois ramos com raízes eu precisava enrolá-los em um papel umedecido pra não perder as mudas recém coletadas. Porém, eu esqueci de levar papel toalha na mochila dessa vez. Então fui andando direto para o banheiro do parque, peguei um pouco de papel, molhei bem, apertei para tirar o excesso de água e envolvi nas raízes dos dois ramos. Coloquei-os em um dos saquinhos que levei e continuei minha caça. 

Passando por uma outra rua vi mudas lindas do que eu tinha quase certeza que era almeirão roxo. Tinham muitas mudas espalhadas pela rua, mas eu levei apenas três saquinhos e já tinha usado todos. Além disso não estava com nenhuma ferramenta apropriada para tirar uma muda inteira da terra para replantar sem danificar muito as raízes. Então deixei para um próximo dia de caça, que seria no fim de semana seguinte, depois que eu pesquisei e tive certeza que eram mesmo mudas de almeirão roxo.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes- Sementes de Carrapicho
Tem sementes que a gente nem quer, mas elas insistem em nos acompanhar

Depois da descoberta das mudas de almeirão não achei mais nada que eu fosse levar e eu já estava há quase 4 horas no parque e arredores. Acabei com minha água, mas estava tão empolgada que nem lembrei de comer, só senti sede porque estava muito calor.

Voltei para casa toda feliz com minhas novas aquisições e coloquei as mudinhas de (provavelmente, mas ainda não há certeza sobre a ID) mentha piperita em um copo com água. Aliás esse procedimento é o que recomendo para qualquer muda coletada, seja com raízes ou sem. Coloque imediatamente em um copo com água ao chegar em casa. Caso tenha resíduos de terra nas raízes lave-as bem, retirando toda a terra, antes de colocar na água. Como eu já mencionei pode estar contaminada com dejetos.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes - Mentha piperita
Mudas de mentha enroladas no papel úmido, pode-se perceber que resistiram bem com a umidade do papel e não murcharam mesmo com o calor que estava

Eu também não recomendo consumir as folhas das mudas ou ramos coletados. Eu deixo a planta se recuperar, criar raízes e começar a mostrar sinais de crescimento, então replanto e retiro com uma tesoura de poda todas as folhas e deixo apenas brotações novas.

As maria pretinhas eu coloquei no papel toalha para secar e depois guardar, mas já peguei algumas sementes e plantei no paninho multiuso. Eu queria plantar direto no substrato, porque são sementes bem pequenas, mas não tinha vaga no berçário, nem nos vasinhos hidropônicos.

Caçadora de Plantas - Identificar Espécies e Coletar Sementes - Solanum americanum - Maria Pretinha
A linda cor roxa característica dos frutos da maria pretinha

Acabei não achando a erva jabuti, mas fiquei super feliz de ter achado a maria pretinha, a mentha, uma erva que nem imaginava que fosse conseguir, trouxe sementes da linda macroptilium lathyroides e ainda encontrei mudas de almeirão roxo, uma panc maravilhosa. Foi um ótimo dia para uma caçadora de plantas!

4 respostas para “Caçadora de Plantas – Dia de Identificar Espécies e Colher Sementes”

  1.  

    Que dia lindo! E que lugar maravilhoso 😊! Quando você falou de verificar se a máquina está carregada pensei: -Essa dica é muito importante 😂! E no meu caso, verificar se o cartão de memória está no lugar é outra muito importante também rs… Ótimo post 😉!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *