Como Fazer um Bog
Carnívoras

Como Fazer um Bog

Um bog basicamente é um pântano para carnívoras, no meu caso um micro pântano, que é o que tenho espaço pra ter, e além de ser muito bonito, é fácil de manter.

Encontrei algumas variações na forma de fazer a montagem, mas optei por fazer a minha de uma maneira simples e meu bog vai muito bem. Minhas carnívoras estão lindas! Então vou mostrar passo a passo como fiz a montagem, incluindo os equívocos.

Material

– Qualquer vaso ou recipiente que seja fechado de preferência, mas mesmo tendo furo é possível usar. Particularmente gosto de vasos de bonsai para mini jardins, mas qualquer tijela bonita pode virar um bog;

– Topo de garrafa pet cortado, pedaço de mangueira grossa ou vaso e pratinho, que podem ser de cerâmica ou plástico. Aqui cabem muitas variações;

– Caso o vaso seja furado será necessário um plástico grosso ou durepox;

– Super bonder, se usar a combinação de vaso e pratinho;

– Musgo sphagnum e areia de rio previamente fervidos. A proporção dos dois pode variar, mas para ter uma referência sugiro a leitura do post Carnívoras;

– Água descansada por pelo menos 24 horas;

– Plantas carnívoras e decoração.

Como Fazer

Se o seu vaso for fechado tudo fica mais fácil, mas se não for há duas formas de resolver esse problema. A primeira é usar durepox para fechar o furo. A segunda é usar um plástico bem grosso e forrar todo o fundo chegando até um pouco abaixo da borda do vaso.

Vaso de Bonsai
O vaso que usei para fazer meu bog
Vaso para Bog
Plástico até a borda do vaso

Para forrar o vaso o plástico deve ser grosso como já mencionei, mas mesmo assim não se empolgue e vá montando tudo feliz e saltitante (essa sou eu), porque pode haver vazamentos e depois será mais trabalhoso resolver. O ideal é encher com água, nesse caso não precisa ser descansada, e esperar de um dia para o outro para verificar se não está vazando. Se não estiver já é possível prosseguir com a montagem. Se vazar há a opção de tentar usar outro plástico repetindo todo o processo ou usar o durepox para tampar o furo.

Durepox
Durepox tampando o furo do vaso

Estando o vaso totalmente fechado, é necessário posicionar o que será usado para repor a água, no meu caso vaso e pratinho. Essa foi minha opção por uma questão estética, já que queria que parecesse um poço no jardim ao invés de ficar um plástico de mangueira ou gargalo de garrafa visível.

O prato deve ser furado de forma que o furo do vaso fique perfeitamente alinhado. Como meu pratinho era de plástico usei uma tesoura mesmo de ponta fina para abrir um furo nele e ainda alarguei o furo do vaso para que a água escoasse mais facilmente.

Pratinho
Pratinho de plástico já furado
Vasinho
Vasinho de cerâmica

Com os furos alinhados cole vasinho e pratinho com super bonder e deixe secar bem.

Montagem do Bog
Pratinho e vaso alinhados e colados

Com o vaso pronto basta acrescentar o substrato, que deve ter sido previamente preparado, e acomodar as plantas e a decoração. Logo em seguida deve-se encharcar o substrato colocando a água através do vasinho.

Bog
O bog pronto assim que foi montado

O bog deve ser tratado como qualquer outro vaso de carnívoras, mantendo o substrato sempre bem encharcado e aos poucos as plantas vão se acomodar e prosperar.

Bog
Meu bog algum tempo depois de montado e com algumas variedades novas

Algumas variedades de carnívoras entram em dormência na época mais fria, então se forem usadas no bog ele ficará com aspecto bem feio por alguns meses do ano. Se a intenção é deixar seu bog sempre bonito prefira montar apenas com variedades que não entram em dormência, assim ele estará sempre cheio de vida.

Meu Bog

Fiz meu bog de acordo com o passo a passo que mostrei, mas, apesar de usar o plástico, eu tive que colocar o durepox porque começou a vazar a água e fiz isso com tudo já montado. Felizmente deu certo e o durepox resolveu o problema, mas poderia ter sido evitado se eu esperasse de um dia para o outro antes de montar.

Comecei meu bog com apenas algumas mudas de drosera capensis e uma burmannii. Depois de algum tempo, após uma viagem para Holambra, acrescentei musgo.

Bog
Musgo ao redor da minha fada Rosalie

Com várias carnívoras novas crescendo por aqui e uma quantidade imensa de mudas de droseras capensis e venusta, decidi mudar o bog e tomei coragem para tirar tudo do vaso, remover o plástico, que depois do durepox tornou-se inútil, e fazer uma nova montagem.

Acrescentei droseras burmannii red, droseras venusta e mais droseras capensis e tirei o musgo para abrir espaço para as carnívoras.

Drosera Venusta
Drosera venusta
Drosera Burmannii Red
Drosera Burmannii Red

Nesse momento era nítida a evolução das plantas que estavam lá desde o princípio.

Nessa nova montagem, apesar de ter feito uma grande modificação em relação às plantas, a decoração permaneceu a mesma com Rosalie, o sapo e os passarinhos.

Vendo as fotos é incrível a evolução desse mini jardim. No começo as plantas eram bem menores e não tinham a beleza e as cores que têm agora. Claro que também mudei um pouco a decoração, acrescentei outras variedades, mas ainda assim é muito gratificante ver as fotos e admirar a beleza das carnívoras e a harmonia que criaram nesse pequeno pântano.

Acho que nunca criei um mini jardim que fosse tão bonito e harmônico quanto esse. Se tornou uma das minhas grandes paixões e admiro a graciosidade dele todos os dias.

9 respostas para “Como Fazer um Bog”

  1. oi Bruna! Descobri seu blog e leio um pouco todos os dias, é muito inspirador! Adorei essas dicas sobre cultivar as carnívoras. Ficou lindo!!!

  2. Muito interessante. Pra ser sincero meu interesse nisso é o musgo pois estou empenhado em fazer um terrário usando apenas musgo, e como uma coisa vai levando a outra, nas minhas pesquisas por musgo achei uns artigos interessantes de como cultivar sphagnum… Só tem de ter muita paciência… par ver se vai dar certo!
    O seu sphagnum brotou, porque na verdade(segundo a pesquisa) basta colocar o sphagnum seco sobre areia, molhar e…aguardar!!!!!

    1. Ricardo esse musgo da foto não é sphagnum, é outro tipo e muito usado em terrários. Eu adoraria que o sphagnum crescesse e acho que em algum momento isso vai acontecer naturalmente em um dos meus vasos de carnívora.
      Abraços Floridos

      1. Oi Bruna!… pelo que vejo no seu blog é uma pessoa que gosta de fazer experiências … descobrir coisas e assim dou prosseguimento postando aqui um link interessante de um pdf que ensina a montar um terrario de musgo, que achei hoje e me fez repensar o procedimento que estou utilizando.
        http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/viewFile/1/1
        Em algum momento, creio, achará interessante.
        Este musgo que menciona, tem alguma referencia dele? …
        No meu caso … tenho 3 especies de musgo… 2 Coletados de jardineiras que achei por aquí, e que acredito são bem comuns….
        O terceiro creio ser mesmo esfagno seco, e se der certo, espero conseguir que brote pois pelo menos na teoria, algum esporo deve existir que possa desenvolver…
        Meu projeto de terrario é pequeno… um miniaquario retangular de 12x16m… e pretendo crirar cada especie em separado…
        Então é isso!!!
        Obrigado e até mais

      2. Ricardo você descobriu meu ponto fraco, rs, adoro leituras desse tipo e sempre que pesquiso sobre algo busco esse tipo de trabalho com experiências bem documentadas. Sou louca, eu sei, kkk. No momento ainda não estou planejando um terrário de musgo, mas com certeza vou ler com muito carinho porque o musgo combina com as carnívoras ; )
        Abraços Floridos

      3. Ah… rsrsrs..não tem nada a ver com loucura mas ciência!!!! …Descobrir coisas nestas área acho muito legal. Interessante…”musgo combina com carnívoras” …e não é mesmo?… ambas são plantas de transição!!! Não tinha pensado nisso!
        Bom….
        Uns links interessantes….
        Muito legal…usando vaso quebrado!!!
        http://onovopreto.com/2014/08/decoracao-jardim-das-fadas/
        e este em espanhol…. sugere usar iogurte para cultivar o musgo usado no terrario… uma coisa a se testar …
        http://frikidiario.blogspot.com.br/2011/08/jardin-de-musgo.html
        e uma estufa de garrafa pety
        https://www.youtube.com/watch?v=r4rWPaeVvBY
        Se não quiser publicar não precisa ok Bruna …. mandei os links por aqui, porque acredito que se interessará, já que nos finalmentes, são experiências neste mundo meio louco da ciencia
        felicidades

      4. Que links bacanas. Esse dos jardins de fada já conhecia, mas os outros não. Vou ver com calma depois e quem sabe não me inspiro, RS. Obrigada pelas dicas.
        Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *