Pimentas de Floricultura
Legumes e Verduras

Pimentas de Floricultura

Eu recebo muitas dúvidas sobre pimentas de pessoas que compraram ou ganharam aquelas plantas pequenas e fofas, cheias de frutos e veneno. Eu mesma sempre fico com vontade de comprar essas pimenteiras fofinhas, mas elas recebem altas doses de agrotóxicos e por isso nunca compro. Eu não poderia consumir os frutos (pelo menos não de imediato) e ela provavelmente se tornaria muito sensível sendo cultivada de forma orgânica.

Pimentas Etna

Para tentar ajudar outras pessoas, que com certeza têm muitas dúvidas sobre essas pimenteiras e estão pesquisando loucamente na internet para encontrar respostas, fiz esse post para tentar esclarecer alguns dos pontos que mais são abordados pelos leitores.

Transplantar ou Não transplantar?

O ideal é sempre transplantar. Normalmente essas pimenteiras, aliás quase todas as plantas vendidas já envasadas, estão cheias de raizes e apertadas dentro dos vasos, precisando do transplante.

O transplante vai dar à planta mais espaço para se desenvolver, além disso serão adicionados mais substrato e adubos, fornecendo para a planta mais nutrientes.

Algo muito importante no transplante e especialmente benéfico para pimentas é o uso da aspirina. Sugiro a leitura dos posts Receitas de Plantio e Cardápio das Plantas para maiores informações sobre o seu uso.

Posso Comer?

As pimenteiras vendidas em floriculturas em geral são plantas ornamentais, de pequeno porte e muito produtivas, mas não se engane com o termo ornamental. As pimentas ornamentais também são comestíveis, porém essas não são. Muito cuidado!

Pimentas Doce Italianas

Os frutos dessas pimenteiras são comestíveis sim, porém elas normalmente vem com um aviso na própria embalagem dizendo que são impróprias para consumo, porque são cultivadas com agrotóxicos bastante agressivos.

A verdade é que quase tudo que consumimos é cultivado com agrotóxicos agressivos, mas existe um limite para o uso desses produtos e existem alguns que são restritos para plantas próprias para consumo. Porém no caso dessas pimenteiras o uso é indiscriminado, afinal elas são vendidas apenas como ornamentais. Então se já consumimos veneno em níveis permitidos, e isso não é nada saudável, imagine o quanto usam nessas plantas para ser necessário colocar um aviso na embalagem.

Eu não compro essas mudas, apesar de serem muito fofas, justamente porque acho frustrante não poder consumir. Prefiro comprar sementes e plantar as minhas prórias mudas que serão cultivadas com muito amor e adubo orgânico, sem veneno.

Pimenta Doce Italiana

Já vi sugestões para esperar alguns dias e então consumir, mas eu sempre recomendo, e quem já me perguntou por e-mail sabe disso, que espere a próxima frutificação, descartando os frutos que vieram na planta ou aproveitando apenas as sementes para produzir novas mudas.

Estava Linda e Agora está Morrendo…

Pimenteiras de floricultura recebem bastante veneno para serem mantidas livres de pragas, por isso é comum que as defesas naturais da planta estejam prejudicadas quando chegam em nossas casas. Não é à toa que ficam doentes com facilidade.

Pimentas Sweet Pickle

Pimentas já são sensíveis e em alguns casos podem sofrer subitamente por causa de mudanças de ambiente, com suas defesas comprometidas isso se agrava bastante. Elas vão sentir dificuldade em se manter saudáveis e lidar com qualquer distúrbio.

Sugiro muita cautela com a planta e evitar mudanças constantes de ambiente. O ideal é transplantar e escolher para o vaso um local onde ela receba sol da manhã. As regas devem ser feitas apenas quando o substrato estiver levemente seco. Além disso é importante usar desde o princípio o adubo líquido borrifando a planta e aspirina no transplante, como já foi mencionado, para ajudá-la a lidar com tantas novidades.

Na pior das hipóteses esse post terá chegado tarde demais e a planta terá morrido, o que é muito comum, infelizmente. Se for o caso, recolha os frutos, tire as sementes e plante. A experiência de cultivar pimentas desde a germinação é muito gratificante.

2 respostas para “Pimentas de Floricultura”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *