Amor-Perfeito (Viola)
Flores

Amor-Perfeito (Viola)

Eu desejei ter amor-perfeito no meu humilde jardim de aPERTAmento por muito tempo. Sim, eu poderia comprar mudas, mas isso não bastava, eu queria cultivar a partir de sementes e foi um
longo caminho até eu ter sucesso.

Na jardinagem é preciso ter paciência. Muitas vezes pode ser tentativa e erro e sempre será observação. Nesse processo aprender com os erros é fundamental e se tem uma lição que aprendi com o amor-perfeito é respeitar a época de plantio.

Amor-Perfeito - Viola

Na verdade eu já estou cansada de saber que cada semente tem sua época de plantio correta, mas, assim como outras pessoas que vão se identificar com esse post, em várias ocasiões eu ignoro, simplesmente porque EU QUERO plantar aquela semente e não quero esperar. Não que eu desrespeite a natureza e seu tempo, mas eu sou super mega empolgada (percebe-se né) e aí acabo plantando porque vai que germina. Mas não germina, não adianta.

Essa minha empolgação é quase incontrolável, mas a natureza tem seu ritmo e suas regras e tudo isso deve ser respeitado, senão o resultado será o fracasso. Por muito tempo eu amarguei o fracasso na germinação do amor-perfeito até me conscientizar e só comprar sementes e plantar na época certa.

Vale comentar também que meu erro de plantar fora de época vinha sempre em consequência do meu erro de comprar sementes fora de época. Eu via aquelas flores lindas e não conseguia me conter. Eu comprava, aí queria plantar, óbvio, mas não nascia, claro, não era a época de plantar. E assim se perpetuava o ciclo de erros que me levavam sempre ao mesmo resultado.

Resumindo… eu plantava fora de época sementes que não devia ter comprado e elas não germinavam. Aí sobravam sementes que eu plantava depois, na época certa, mas nesse caso elas não germinavam porque estavam velhas. Sabe quando dá tudo errado até dar certo?! Pois essa é minha história com o amor-perfeito.

Apesar de muitas tentativas frustadas e do tempo que levou, nesse ano eu consegui com facilidade algumas mudas de amor-perfeito e algumas delas estão lindas e floridas agora.

Lógico que depois dessa saga eu precisava vir aqui no blog contar a história, que se aplica a muita gente e seus relacionamentos não só com amor-perfeito, mas com outras plantas também. E preciso falar sobre os meus erros, acertos e aprendizados sobre o amor-perfeito, dando todos os detalhes do cultivo desde a germinação.

Germinação

Apesar de algumas pessoas terem muita dificuldade, inclusive eu durante um bom tempo, a germinação do amor-perfeito é bem trânquila, quando respeitados os fatores importantes para que ela ocorra.

Entre os fatores que são fundamentais para germinação do amor-perfeito estão os mesmos que importam para qualquer outra semente, temperatura e umidade.

Quanto à umidade aplica-se a regra geral, as sementes devem permanecer com umidade equilibrada e constante. Por equilibrada entende-se sem excessos. O substrato não deve ficar encharcado, apenas úmido, e não pode secar demais.

Quanto à temperatura o amor-perfeito tem um porém, está entre as sementes que preferem temperaturas mais amenas para germinar. Ao contrário da maioria, se a temperatura for alta não germinam. Esse é o erro cometido por muitas pessoas que tentam plantar sementes dessas flores sem sucesso, plantam na época errada.

O amor-perfeito germina em temperaturas entre 15 e 25 graus. Acima de 25 graus dificilmente as sementes irão germinar. Então a melhor época para plantar é no outono e inverno, dependendo da região, já que há locais no Brasil nos quais o outono ainda é bem quente.

Há quem germine na geladeira, já vi relatos sobre isso, mas na geladeira a tempratura é baixa demais e pode demorar muito para germinar, se germinar. Então recomendo simplesmente esperar a época correta e tudo dará certo.

No meu caso plantei no outono e usei o mix de técnicas de germinação com o paninho limpa-seca-germina, mas o ideal é que, caso seja usada essa técnica, por serem sementes pequenas elas apenas comecem a germinação no algodão ou paninho. Após notar que elas se abriram e estão começando a emitir a raiz, deve-se retirar e colocar no substrato. Se a raiz chegar a sair da semente e tocar o paninho ou algodão será mais complicado remover depois porque a chance de causar danos é grande, já que elas são bastante delicadas.

Eu optei por germinar dessa forma, mas recomendo também germinar direto no substrato usando a técnica da estufa com plástico filme.

Plantio

Depois da germinação no paninho plantei as sementes no substrato usando uma mistura de substrato pronto e húmus de minhoca em proporções iguais e mantive o vaso em local sem sol direto, mas com muita luz indireta.

Quando as mudas estavam um pouco maiores e tinham por volta de 45 dias, eu coloquei o vaso em local que pegava sol da manhã. Também acrescentei esterco bovino curtido, sendo duas partes da mistura de húmus e substrato para uma parte de esterco.

Rega

Amor-perfeito gosta de umidade, mas sem excesso. São mais tolerantes ao encharcamento do que à desidratação. Se falta água as plantas murcham, podem sentir muito e demoraram a se recuperar. Já o encharcamento é ruim, claro, mas elas parecem tolerar melhor. O ideal obviamente é manter o equilíbrio.

Amor-Perfeito - Viola

Eu rego todos os dias em pequena quantidade desde o fim do inverno e início da primavera quando começou a esquentar, mas isso não é uma regra. Deve-se avaliar a planta todos os dias e a rega vai variar de um cultivo para outro por inúmeros fatores. O que é importante ter em mente é que amor-perfeito prefere substrato levemente úmido.

Sol

No geral o amor-pefeito gosta de sol, mas sol forte não é o ideal, ele pode sentir bastante já que é uma planta de clima ameno. Um indício claro de excesso de sol é as folhas começarem a ficar verdes bem claras e depois amareladas, além da planta murchar com frequência, mesmo sendo regada diariamente.

Caso o clima seja muito quente é melhor deixar as mudas em local que tenha sol da manhã ou até sem sol direto, apenas com muita luz indireta. É melhor faltar sol do que sobrar, porque o amor-perfeito tem pouca tolerância ao calor excessivo, especialmente se for associado à falta de regas adequadas, já que aprecia umidade.

Amor-Perfeito - Viola
Folhas verdinhas e saudáveis

Assim que plantei as sementes no substrato mantive o vaso em local com muita luz indireta como já mencionei. Depois que as mudas estavam germinadas e um pouco mais resistentes mudei para o sol da manhã e nesse mesmo local mantive até a floração que ocorreu 5 meses após o plantio das sementes.

Adubo

No plantio das sementes uso uma mistura de substrato pronto e húmus de minhoca em proporções iguais. No transplante acrescento esterco bovino curtido sendo duas partes da mistura de húmus e substrato para uma parte de esterco.

Amor-Perfeito - Viola

Ao longo do crescimento começo a fazer a manutenção e para o amor-perfeito sigo a rotina que uso com a maioria das minhas plantas. Uso adubo líquido na rega uma vez por semana e aplico como adubo foliar o leite diluído e o adubo líquido também uma vez por semana.

Para fazer a adubação foliar coloco no mesmo borrifador o adubo líquido e o leite, respeitando sempre a diluição que mencionei nos respectivos posts, e aplico pela manhã em dias de sol. Não aplico em dias chuvosos.

Floração

Há muitas variedades de amor-perfeito que vão dos gigantes aos minis e podem ser flores simples ou crespas, também conhecidas como dobradas.

Amor-Perfeito - Viola

A grande maioria das variedades comercializadas são híbridas de viola tricolor e florescem ao longo do inverno, se for um inverno ameno, até a primavera. Normalmente com o calor do verão elas param de florescer.

As minhas mudas começaram a florescer 5 meses após o plantio das sementes. Foram plantadas em maio e a floração se iniciou em outubro, ainda no começo da primavera.

Amor-Perfeito - Viola

Poucos dias após o botão surgir a flor abre. É um processo relativamente rápido e elas duram alguns poucos dias abertas.

4 respostas para “Amor-Perfeito (Viola)”

  1. Infelizmente minhas flores não suportaram a mudança brusca de tempo e um ataque de pulgões. Só sobrou um amor perfeito em pé. Agora só ano que vem para consegui-los novamente.

  2. olá, Bruna. estou planejando plantar amor-perfeito, tenho comigo as sementes e tô anotando suas ótimas dicas. de acordo com seu post, você plantou no começo do outono, e eu estava já querendo semear os meus nos próximos dias, seguindo o seu passo… mas a orientação da embalagem diz que, pra minha região (GO), a época melhor é em maio. é melhor seguir esse passo, certo? acredito que aqui ainda esteja calor pra isso, quero apenas confirmar se estou fazendo da maneira certa…



    1. Julie se a temperatura aí já estiver mais amena pode plantar. Aqui em SP está um início de outono atípico com muito calor, então eu não plantaria aqui agora por exemplo, mas se por aí estiver em torno de 25 pode plantar. Mesmo assim sugiro que plante uma parte e deixe outra para um segundo plantio para garantir. Também estou esperando para plantar os meus rs.
      Abraços Floridos

      1. é uma boa sugestão, vou observar como vai ser essa semana. 🙂
        obrigada, Bruna. um bom plantio para você (e para mim, hehe)!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *