Esterco
Adubos e Fertilizantes

Esterco

Eu sou fã dos adubos orgânicos e sempre os defendi aqui no blog. Uso muito o húmus de minhoca e ele sempre foi meu preferido. Gosto tanto que até fiz meu próprio minhocário para produzir húmus em casa, mas, recentemente, resolvi testar outro adubo por sugestão do meu irmão: o esterco.

Admito que eu gostava tanto do húmus (ainda gosto), que achava que ele bastava, já que usava outros adubos orgânicos em conjunto e minhas plantas iam muito bem. Porém também adoro testar coisas novas e depois que meu irmão sugeriu eu fui atrás do esterco. Procurei na Cobasi, mas só achei o bovino, então foi esse que testei.

A dica do meu irmão veio em ótima hora, porque foi quando decidi trocar todos os vasos da varanda. Era o momento perfeito para adubar as plantas e trocar o substrato.

Eu imaginava que o esterco traria bons resultados, mas nem tanto. Minhas plantas ficaram mais bonitas, isso o húmus sempre fez, mas o que me deixou chocada foi a quantidade de botões que apareceram nas pimenteiras.

Botões na Pimenteira
Botões da sweet pickle
Botões na Pimenteira
Botões da doce italiana

O vigor com que todas as frutíferas começaram a crescer também foi evidente. Um número enorme de brotações começou a surgir e crescer rápido.

Diante de resultados tão sensacionais eu não podia deixar de fazer um post (tudo bem que eu faria mesmo que não fossem) sobre o esterco.

Esterco Bovino

Se for recolhido fresco deve ser curtido antes de ser usado, mas se for comprado em lojas de jardinagem deve vir pronto para uso.

A proporção que usei nos meus vasos é de 1 parte de esterco para 4 partes de substrato ou 4 partes de uma mistura de substrato pronto e húmus de minhoca em partes iguais. As plantas reagiram muito bem, então recomendo o uso dessa forma.

Esterco de Galinha

Também deve ser usado curtido como o esterco bovino se for recolhido fresco e também vem pronto quando comprado em lojas de jardinagem.

O esterco de galinha é mais forte do que o bovino e deve ser usado em menor quantidade. O indicado é usar 1 parte de esterco para 6 partes de substrato.

Como Curtir o Esterco

É de extrema importancia curtir o esterco. Usar sem curtir jamais!

Há alguns motivos que me fizeram demorar a usar o esterco e sempre preferir o húmus e um deles é porque o esterco oferece risco à saúde se não for bem curtido e usado em plantas que consumimos. Além disso oferece risco também para a própria planta e pode matá-la. Então é necessário ter muito cuidado.

Eu moro em São Paulo capital e não tenho acesso ao esterco fresco e mesmo que tivesse acho que não valeria a pena curtir porque o pronto que compro na Cobasi não é caro.

Esterco Curtido
Esterco curtido que já compro pronto

De qualquer forma é importante saber como curtir e no blog Jardinet, que eu adoro, tem um post muito bacana sobre isso. Como nunca fiz esse processo porque já compro pronto, vou deixar os ensinamentos e a experiência da Juliana como referência.

Como Usar

Outro dos motivos que me fizeram demorar tanto a usar o esterco e sempre preferir húmus é o fato dele poder causar danos às plantas se usado em excesso, mesmo que esteja curtido. O húmus é bem mais seguro nesse aspecto também. Então é muito importante seguir as proporções e não exagerar.

O esterco pode e deve ser usado misturado ao substrato no plantio de mudas, transplante e a cada 2 ou 3 meses para manutenção dos vasos. Nesse caso sugiro que o esterco não fique exposto porque atrai muitas drosófilas. O ideal é fazer sempre a última camada de substrato cobrindo completamente o esterco, exceto se houver carnívoras próximas e o objetivo seja atrair alimento para elas.

O esterco também pode e deve ser usado para fazer o adubo líquido junto com o húmus e outros adubos ou até mesmo puro.

Outra ótima forma de utilizar o esterco é no minhocário. Usar o esterco fará com que o húmus produzido seja ainda melhor.

Na minha rotina de cuidados com as plantas vou manter o húmus, na proporção de 1/1, no plantio de sementes recém-germinadas. Nesse momento ainda prefiro usá-lo e não pretendo acrescentar o esterco. Porém, vou passar a usar o esterco já a partir do primeiro transplante da muda, seja para um vaso um pouco maior ou para o vaso definitivo.

39 respostas para “Esterco”

  1. Olá ! Quero fazer uma horta!Eu queria saber se posso plantar alface junto com couve, brócolis e couve flor! E se tem alguma erva, tipo erva doce pra espantar formigas e outros insetos que prejudiquem as hortaliças!! Por favor me ajude!!!! Desde já agradeço

    1. Pode se tiver espaço suficiente para todos se desenvolverem. Brócolis, couve flor e couve crescem muito! Diz a lenda que gergelim acaba com formigueiros por terem folhas tóxicas para as formigas, mas nunca testei.
      Abraços Floridos

  2. Bom dia.
    Tenho uma dúvida, já tenho as plantas em vasos, alguns maiores outros menores. Dessa forma, posso aplicar o esterco curtido na superfície ou não é recomendado?
    Obrigado

    1. Pode aplicar sim Claudio, deve. Esterco é ótimo para as pimentas e outras plantas que produzem frutos, ajudam muito! Só recomendo que não use em excesso e de preferência cubra com uma camada de substrato para evitar drosófilas.
      Abraços Floridos

    2. Olá Claudio! O melhor é fazer um buraquinho na borda do vaso e colocar um pouco de esterco, de acordo com o tamanho da sua planta. Eu uso de uma a duas colheres de sopa, dependendo da planta.

  3. Coloquei esterco de codorna para curtir em um balde de 5 litros de manteiga, com tela para oxigênio.
    Não há minhocas e a intenção é só deixar curtir mesmo o esterco, que é bastante quente.
    Porém, ao misturar, observei que há bastante larvas.

    As larvas que estão neste esterco pode auxiliar o processo ou pode trazer algum transtorno futuro? O que fazer?

    1. Andre se forem larvas de mosca elas não são tão maléficas assim, mas o ideal é não tê-las porque além da inconveniência de ter muitas moscas na composteira, elas podem transmitir doenças. Caso você tivesse minhocas elas poderiam ser um problema porque poderiam ser prejudiciais se existissem em grande quantidade, mas como não é o caso você não tem tanto com que se preocupar, mas é bom evitar usando uma tela bem fina para cobrir o balde.
      Abraços Floridos

    1. Samuel basta usar na quantidade adequada e misturar ao redor da planta com o substrato. Apenas não misture muito rente à base da planta.
      Abraços Floridos

  4. Eu moro em Ceara, nordeste e a solo maiormente é de areia. Eu faço canteiros no chão com pelo de coco, adubo orgânico, areia mixturada com cinza de carvão e casco de ovo. Quando as plantas estão pronto de deixar naquele chão preparado, eles tem uns 5-10cm. Depois uso borra de café e esterco de galinha.
    Agora so basta perguntar-lhes, qual esterco seria melhor pra minha horta misturada de batata doce, beringela, gengilim, quiabo, tomates, abobora, gengibre, abacaxi, acerola, áta, goiaba, banana, maxixe, feijão e melão/melancias em combinação de árvores fruteras? Eu sei, é muito variedade, mas é nescesario com aqueles preços nesses dias.

    1. Johan eu uso o esterco bovino, gosto bastante e tenho excelentes resultados, mas o esterco de galinha também é uma boa opção desde que usado bem curtido (isso vale para qualquer esterco) e na proporção adequada.
      Abraços Floridod

  5. Bruna, me socorra novamente! Rs.

    Fiz uma horta vertical e Plantei as sementes diretamente na jardineira e germinaram todas: alface, couve, cebolinha, tomate cereja, pimenteiras, agrião, salsa, coentro, rabanete, manjericão, alecrim e hortelã (estes dois últimos plantei as mudas).
    Bom, chegou o tempo de adubar minha horta.
    Fui numa floricultura e me indicaram o ‘salitre do Chile’ como adubo dizendo que é ótimo para hortas e ‘orgânico’, usado desde os tempos de nossos avós.
    Busquei no amigo Google sobre, mas não achei nenhuma informação mais detalhada.
    Você conhece? Já testou? Recomenda?

    1. Michelle o salitre do chile é natural, mas nunca usei. A vantagem dele é que tem uma concentração muito alta de nitrogênio. Você pode experimentar, mas eu prefiro usar adubos que sejam mais equilibrados como o húmus de minhoca e o esterco que bovino.
      Abraços Floridos

  6. Olá Bruna ! Gostaria de saber a proporção que você usa para fazer adubo líquido usando o húmus e o esterco ? Seria de 4 colheres de sopa de cada na garrafa de 500 ml ? Abraços!!!

  7. …Pesquisando um pouco agora no google, não sei dizer ao certo se é argila, não é vermelho nem muito cinza… mas parece uma massinha (será que estou confundindo com restos de animais ou coco?) arrgh.

  8. A terra que uso na minha horta, em meu quintal, notei qua há grande presença de argila. Acredito que devido a grande quantidade de minhoca e umidade (Curitiba sempre chove). Gostaria de perguntar se é um problema para as hortaliças? Se algumas plantas não aceitam, se prejudica.
    Atualmente lendo todos os post seus, parabéns por ser bem objetiva nas suas analises, sem “nhe nhe nhe”. Melhor até que vídeos onde o apresentador enrola para explicar. Obrigado.

    1. Diego acredito que não seja prejudicial, mas uma terra muito argilosa não é o ideal para muitas hortaliças, no entanto considerando que pode não ser argila pelo que você mencionou e suas plantas estão indo bem eu não faria nada além das adubações de cobertura para manter o solo rico em nutrientes que é importante. ; )
      Abraços Floridos

  9. Quero plantar também ervas em um apartamento. Uma das dúvidas que sempre tive é o que é, exatamente, o substrato. Eu sou leigo no assunto e sou do tempo que planta a gente planta na terra…

    1. Luís substrato é um preparado com terra, areia, adubo, etc que pode ser feito e modificado dependendo das necessidades de cada planta.
      Abraços Floridos

      1. Obrigado pelo retorno. Eu não tenho (ainda) seu conhecimento e técnica, e preparo meus vasos com terra comprado no supermercado, misturando adubo que comprei ao longo do tempo e ainda tenho guardado. Não faço nada com o seu esmero e cuidado, mas quero melhorar com o tempo. Meu maior dilema é quanto às regas, dado que nas férias viajo e as ervas ficam ao léu.

        Aos poucos vou melhorando… 🙂

      2. Luís com o tempo e a experiência tudo fica mais fácil. : ) Quanto às regras, se você não tem quem cuide pra você, veja algumas soluções com garrafas Pet, pesquise sobre isso e evoca vai encontrar algumas formas de tentar resolver ou amenizar o problema. E depois me conte tudo, RS.
        Abraços Floridos

  10. Comprei. Quando tiver coragem vou por nos vasos. Quando plantava no chao usava isso e humus e so e tudo dava certo. Em vaso o equilibrio é bem mais fragil!
    Meu pe de pimentao esta com varios botoes e varios cairam. Sera o vento quente?
    Uma coisa q eu tenho duvida é em quais epocas adubar (faco liquido, um “folhas”, com algodao e humus e outro “frutos”, com osso e humus. Quando começo a usar o adubo frutos? Quando se formarem os botoes ou quando as flores abrirem?

    Obrigada!

    1. Denise os botões podem estar sendo abortados por pragas, uso de adubos, dependendo do adubo e da forma como é usado, ou outros motivos, é difícil saber exatamente, mas verifique se realmente não há nenhuma praga por baixo das folhas. O adubo líquido você pode usar direto na rega, diluído, em qualquer época, só sugiro cuidado ao usar borrifando na planta quando está em época de floração porque não tenho tanta experiência usando dessa forma e não sei se os faria os botões caírem. Uma ótima época para colocar adubo sólido nos vasos é no início da primavera.
      Abraços Floridos

      1. Pulgoes e vento 🙁 nao sei oq fazer com essas criaturas. Vou trocar a marca do neem q uso (dimy), mas mesmo usando de 3 em 3 dias eles se multiplicam!

      2. Denise se não for em tomateiros use o fumo bem diluído, é o que há de mais eficiente para pulgões entre os defensivos naturais que já usei. Não deixe também de acrescentar o sabão e também coloque uma tampinha de álcool no borrifador. Ainda não testei contra pulgões, mas contra ácaros e cochonilhas ajudou bastante. Vou fazer depois um post sobre o uso do álcool.
        Abraços Floridos

      3. Acho que tinha ácaro na parada tambem. A planta se foi, a lição nao!
        Comprei fumo liquido que foi oq encontrei e fiz o combo super top plus maxi de defensivos e apliquei nos pes de feijao, FANTASTICO.
        Tambem ja fiz o adubo liquido com o coco de vaca puro e com humus a falicidade das plantas foi total!
        Vou incorpora-lo na montagem de vasos, ja que depois sigo so usando os adubos liquidos, aspirina, camomila, magnesio…
        A cada dia estou mais feliz com a minha horta, cada vez mais parecida com a que eu tinha no chão. Claro, sempre com a sua ajuda!

      4. Denise fico muito feliz de saber disso! Só a experiência nos faz conseguir ter plantas bonitas e saudáveis em vasos, mas como é gratificante ; )
        Abraços Floridos

    1. Milena no solo você só usará substrato se construir algo acima do solo, se plantar diretamente no solo não precisa usar, apenas misture muito adubo para deixar a terra fértil. O substrato é mais usado em vasos. Nós que não temos solo para plantar precisamos de substrato para nossos vasos.
      Abraços Floridos

      1. Ola Bruna, me explique a composição do seu substrato, não consigo entender o que é substrato. Qual a composição do seu substrato?

        Segunda pergunta: Vou plantar em vasos, jardineiros e um canteiro gigante de madeira movel, nesses recipientes vou plantar ervas e hortalicas, etc e gostaria de saber: a Mistura de 50% terra Vegetal, 25% humus de minhoca e 25% de esterco de boi curtido, essa mistura é boa para plantar nos locais DEFINITIVOS para ervas e hortaliças? Muito obrigado desde já.

      2. Substrato é uma mistura de elementos. O meu é feito a partir de um substrato pronto chamado biomix, húmus de minhoca e esterco. Eu colocaria 40% terra vegetal, 40% húmus de minhoca e 20% esterco.
        Abraços Floridos

      3. Gostaria de saber em proporção. Queria fazer a mistura, tenho 2 kg de húmus de minhoca, quanto de esterco eu preciso e quanto de terra vegetal eu preciso ter?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *