Pragas – Antes, Durante e Depois
Pragas e Doenças

Pragas – Antes, Durante e Depois

Eu já falei sobre algumas pragas aqui no blog especificando como reconhecer e combater, mas vou passar nesse post dicas gerais sobre como prevenir pragas, como auxiliar no combate e como manter as plantas saudáveis após erradicar ou controlar a infestação.

As dicas que vou dar aqui são genéricas e vão servir para qualquer tipo de praga ou planta. Eu sugiro que você leia esse post e coloque em prática cada etapa (na medida do possível, claro) tanto quanto o combate efetivo com os defensivos que passei no blog.

Antes

P1010065 (1)

– Use substrato e terra de boa qualidade;

– Por mais que você esteja desesperado por uma muda da planta x, y ou z se contenha e não compre se estiver doente ou com qualquer sinal de problema porque o que quer que a planta tenha pode se espalhar para todas as outras. Eu coloquei esse item, mas sei que é inútil e que você dificilmente vai resistir à tentação, mas faça um esforço;

– Mantenha uma rotina de adubos. Plantas mal nutridas ficam fracas e suscetíveis à doenças. Isso vale especialmente para plantas em vasos que dependem de nós para terem boa nutrição afinal o que elas podem tirar da terra é limitado;

– Nunca aproveite o substrato de outra planta que estava doente. Dá dó jogar fora às vezes, mas não arrisque.

Durante

erica1

– Use os defensivos apropriados para cada tipo de praga. Há um post especial sobre defensivos naturais aqui no blog;

– Para fungos use leite;

– Para cochonilhas use o combo super top plus defensivos;

– Para pulgões use fumo ou combo super top plus defensivos;

– Para ácaros use enxofre;

– Para mosca branca use o combo super top plus defensivos;

– Pesquise sobre a praga, saiba o ciclo de reprodução dela, porque vai influenciar diretamente na freqüência das aplicações. Como regra geral sugiro aplicações a cada 2 ou 3 dias dependendo da gravidade da infestação.

Depois

P1010160

– Quando perder uma muda doente jogue-a fora, lave o vaso com sabão neutro e deixe secar bem;

– Após lavar e deixar secar, passe água sanitária (solução diluída 50%) por todo o vaso, deixe secar bem e guarde ou então utilize novamente com outra planta;

– Jamais aproveite o substrato do vaso de uma planta doente. Meio óbvio, mas não custa reforçar;

– Mantenha aplicações periódicas do defensivo que você usou até não ter mais sinal da praga que estava combatendo e mesmo depois mantenha aplicações menos frequentes, mas mantenha para evitar que retornem. O ideal é a cada 15 dias ou uma vez por semana.

18 respostas para “Pragas – Antes, Durante e Depois”

  1. Então…sou de primeira viagem em se tratando de terra e coisas verdes mas tô pegando gosto pela coisa,acabei de fazer uma poda drástica numa pimenteira,estava totalmente enrugada,nem deu pimenta,mas meu marido se recusa a arrancar um matinho que seja aff!Podei e adubei com esterco bovino.Vou torcer para que brote então postarei uma foto!Bjs e adoro tudo por aqui.

  2. Bruna, achei seu Blog na Internet procurando sobre uma praga que infesta hoje meu pequeno jardim de AP. O diabo do bichinho se instala nas raízes das plantas e parece sugá-las, pois fato que a planta morre e lá estão os bichos. Vi que você tem bastante experiência e inclusive peguei a dica do super defensivo aqui, mas eles devem ser “Highlanders”, pois não morrem de jeito nenhum. Será que posso enviar as fotos para você me ajudar a descobrir quem são ? Grato de antemão.

  3. Parabéns pelo blog. Lindo ver vocês ajudando uns aos outros. Parabéns mesmo.
    Tenho uma horinha em vasos na minha casa e estou tentando plantar cravo de defunto, plantei a uns 3 meses demoraram muito pra brotar (quase um mes) até agora nao crescem… o que estou fazendo de errado? Vc pode me sugerir um adubo para acelerarr o crescimento?
    Abraços

    1. Paula sugiro húmus de minhoca e esterco bovino misturados ao substrato. Além disso sugiro usar o adubo líquido que passei no blog uma vez por semana na rega ou borrifando as folhas. Eles gostam de sol, o crescimento lento talvez esteja relacionado à falta de sol se não estão recebendo luz direta suficiente.
      Abraços Floridos

  4. Olá boa noite estou com um problema no meu limoeiro as folhas estão enrugadas e os frutos não vingaram poderia me ajudar obrigado.

  5. Bom dia, Ana!

    Que bom que descobri seu blog.Tenho um pomar na minha casa e acredito que minhas plantas estão com pragas e comecei a combate – las com suas receitas.Porém gostaria de tirar uma dúvida, tenho três pés de laranja, mixirica e limão, que já é a terceira vez que eu planto a muda e ela morre. Será que é o solo que está contaminado? Pois plantei novas mudas nas mesmas covas.
    Abraço/Gleicy

    1. Gleicy eu sugiro sempre trocar o substrato quando colocar outra muda no mesmo vaso de uma que morreu por causa de pragas. Além disso é importante descobrir exatamente qual é a praga e como combater para não perder outras mudas por causa do mesmo problema. Se tiver dúvidas me mande fotos por e-mail e tento te ajudar.
      Abraços Floridos

  6. Olá Bruna que bom te conhecer, adoro plantas e fico muito triste quando as vejo com pragas e não sei como combater, tenho um pé de rosas vermelhas que mesmo com pragas cresce e sempre me dando flores, as folhas começam a ficar amarelas e caem, contem muitos pulgões, já coloquei agua de fumo mas as flores queimam e não desabrocham, então passei a lavar bem para tirar os pulgõesas rosas não gostam de muita agua e aí não sei o que fazer. Por favor me ajude a salvar minhas rosas, ah o lugar não bate muito sol, apenas algumas horas do dia diretamente nelas, então os galhos crescem muito para alcançar mais sol. Muito obrigada e parabéns pelo blog, é maravilhoso. Abraços

    1. Olá Agnalda! Roseira tem uma tendência para ter fungos, que eu saiba. Use o leite nelas como mostrei no post Fungicida Natural para Tomateiros. Se o fumo não está fazendo bem para sua roseira, use somente o óleo de neem com sabão de côco e pode adicionar à mistura uma tampa de álcool para um borrifador de 300ml ou 2 para borrifador de 500ml.
      Abraços Floridos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *