Suculenta Echeveria Pulidonis
Cactos e Suculentas

Suculenta Echeveria Pulidonis

Eu fiquei muito feliz escrevendo esse post sobre a echeveria pulidonis, porque cultivar suculentas era um grande desafio pra mim e já perdi muitas. Agora tenho várias lindas e essa minha echeveria está florida e até formando cápsulas de sementes.

Suculentas de uma maneira geral são plantas fascinantes, mas as echeverias estão entre as minhas preferidas. Quando vi essa muda numa loja não resisti e ela parece ter ficado muito satisfeita no parapeito da minha varanda, local onde cultivo todas as minhas suculentas.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis

Nesse post vou falar sobre a echeveria pulidonis e não posso afirmar que essas informações sirvam para qualquer outra echeveria, já que há muitas espécies e eu não tenho tanta experiência com outras. A única outra echeveria que tenho (por enquanto) é a shaviana e ela é cultivada nas mesmas condições da pulidonis e vai bem.

Há sementes de echeveria pulidonis disponíveis para venda na loja Sementes do Jardim.

Plantio 

Para plantar as suculentas faço uma mistura de uma parte de substrato pronto de boa qualidade, uma parte de areia de rio média (não recomendo a fina, que tende a compactar) e uma parte de húmus de minhoca. Esse substrato tem uma boa drenagem e uso no plantio das mudas em vasos de plástico que pegam muito sol.

Um dos meus erros anteriores com suculentas é que eu usava uma mistura de substrato com boa drenagem, plantava em vasos de cerâmica, que absorvem muita umidade, colocava em locais que pegavam muito sol e ainda regulava bem as regas, leia-se, elas mal se desenvolviam e morriam de sede, desidratavam.

Caso a echeveria seja plantada em vaso de cerâmica ainda recomendo esse substrato que tem boa quantidade de matéria orgânica e fica leve, porém serão necessárias mais regas.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Flores

A echeveria pulidonis não cria raízes muito fortes ou muito profundas e também não cresce tanto quanto outras echeverias, então o vaso não precisa ser enorme, mas precisa acomoda-lá de forma confortável.

Recomendo que a planta seja acomodada de forma que as folhas da base não encostem no substrato. Caso isso ocorra elas podem acabar melando por causa da umidade quando a planta é regada ou podem ficar mais propensas a fungos.

Sol

Essas echeverias amam sol. A minha fica no parapeito da varanda e pega sol boa parte do dia. Sem dúvida recomendo sol pleno para elas.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis
As típicas bordas avermelhadas da echeveria pulidonis

Se a planta não recebe sol suficiente pode ficar estiolada e perder a coloração característica, ficando com outro tom de verde e sem as bordas avermelhadas. Quando está saudável ela cresce bem compacta e em formato de roseta.

Rega

É muito comum ver recomendações para regar as suculentas uma vez por semana, a cada 15 dias, no inverno uma vez por mês e etc. Eu definitivamente não recomendo regas com periodicidade definida. A única situação em que recomendo isso é quando são plantas de interior que não tem oscilação de vento, sol, chuva, etc, mesmo assim é importante observar. 

Eu cultivo minha echeveria pulidonis no sol pleno, uso um substrato com boa drenagem e ela está plantada em vaso de plástico, por isso costumo regar (e isso não é uma regra absoluta) a cada dois ou três dias quando faz sol e calor durante o dia, mas as noites são frias. Se faz muito sol, muito calor e não chove, rego dia sim dia não em pequena quantidade. Essas duas situações são apenas exemplos das inúmeras que podem existir e para cada uma delas haverá uma necessidade de rega diferente.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Flores

Com as suculentas eu prefiro regar em pequena quantidade com mais frequência do que deixar secar muito e regar em abundância. Por enquanto elas estão muito bem, mas isso é o que funciona para mim. A rega é algo muito particular e varia de acordo com o clima, as condições de cultivo e a própria pessoa, que, por observação, sabe o que funciona melhor.

É importante levar em consideração o tipo de vaso. Plantas cultivadas em vasos de cerâmica precisarão de mais regas, cerâmica absorve muita umidade e no sol é pior ainda. Se o vaso for de plástico ela pode ficar mais tempo sem regas, mesmo assim, se o sol for bem forte, precisará de muita atenção e talvez regas diárias se o tempo estiver seco.

Adubo

Além do húmus de minhoca, que misturo no plantio, também uso leite diluído e adubo líquido como fertilizantes para a echeveria. 

O leite diluído eu borrifo levemente, sem exageros e sem deixar muito resíduo, uma vez por semana em dias de sol. Além de atuar como fertilizante foliar, ele previne fungos. 

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Flores
As lindas flores da echeveria pulidonis

O adubo líquido também uso uma vez por semana, mas nesse caso adiciono na água da rega ao invés de borrifar.

Pragas e Doenças 

A minha echeveria pulidonis nunca teve nenhum tipo de praga, mas recomendo a leitura do post Guia de Defensivos Naturais para quem está enfrentando alguma.

Uma doença bastante comum nas suculentas são fungos. Normalmente eles são causados por excesso de regas, mas quem as cultivada expostas ao tempo, pegando chuvas, pode acabar tendo muitos problemas.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis

A minha muda, assim como as outras suculentas, fica no parapeito da varanda e, apesar de já ter pego chuvas mais fortes, não tive problemas. Além disso uso o leite diluído, que previne fungos, apesar dele não ser eficaz para combater os tipos mais agressivos.

Floração

A floração da minha echeveria ocorreu em agosto, mas do início da formação dos pendões até as flores abrirem demorou bastante. Bom momento para praticar a virtude da paciência.

As flores dessa variedade são amarelas e surgem em grande quantidade na extremidade dos pendões que brotam entre as folhas da planta, ficando bem mais altos do que ela. É lindo ver uma echeveria florida! Abaixo fotos do desenvolvimento da haste floral:

Tipicamente, ou pelo menos segundo minhas pesquisas, a echeveria pulidonis floresce na primavera, mas a minha se adiantou, já que ainda no inverno estava com as flores abertas.

Propagação

A propagação pode ser feita pelo plantio das folhas, que geram novas mudas, ou através de sementes.

Eu já fiz muitas mudas de suculentas a partir de folhinhas, e já mostrei passo a passo como fazer esse processo no post Propagação de Suculentas, mas nunca tive muito sucesso usando essa técnica com as echeverias. Sempre funcionou muito bem com sedum, graptopetalum, etc, mas com echeverias e pata de urso, por exemplo, não deu certo. Talvez eu tenha feito algo errado ou talvez elas demorem muito para formar as mudas, mas fato é que não tive bons resultados.

A obtenção de sementes, por outro lado, é bem fácil. Para fazer a planta produzir sementes é necessário polinizar as flores usando um pincel fino, já que a abertura da flor é estreita. Para fazer a polinização basta passar o pincel dentro da abertura de uma flor e depois em outra e assim por diante, polinizando todas à medida que abrem.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Flores
Haste floral com flores abertas e em vários estágios de formação após a polinização

Recomendo polinizar assim que as flores estão bem abertas, como na foto abaixo:

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Flores
A flor bem aberta e com os estames cheios de pólen

Normalmente no dia seguinte após a polinização a flor já está fechada, indicando que o processo foi bem sucedido.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Flores
A flor fechada após a polinização

Aos poucos uma cápsula em formato de estrela começa a se formar.

Planta Suculenta Echeveria Pulidonis - Sementes
A cápsula de sementes já totalmente formada e apenas amadurecendo até estar no ponto de colheita das sementes

Quando está bem madura ela fica marrom e abre espontaneamente, nesse ponto as sementes podem ser colhidas e plantadas.

1 resposta para “Suculenta Echeveria Pulidonis”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *